Menu Papel POP

Coppola esclarece opinião sobre filmes de super-heróis: “O cinema é como comida”

Essas últimas semanas foram bem agitadas sobre o assunto: filmes da Marvel.

Tudo começou com Martin Scorsese dizendo que achava os filmes do MCU bem produzidos, como “parques de diversão”, mas que não os considerava cinema. Daí, desde então, essa fala correu pelo mundo inteiro e alguns dos principais nomes opinaram na questão, como James Gunn, Fernando Meirelles, Viola Davis, Almodóvar, Natalie Portman…. E Francis Ford Coppola.

A fala de Coppola havia sido a mais radical, uma vez que ele chamou Scorsese de “bondoso” em sua declaração e que os filmes do estúdio são “desprezíveis”. Veja a matéria completa aqui.

Mas, eis que, a fala do diretor de “O Poderoso Chefão” foi mal interpretada ou mal traduzida. Quando ele disse que era “desprezível”, quis dizer de filmes feitos apenas com intuito comercial, não necessariamente só os filmes da Marvel. Para o Deadline, ele se explicou:

“Pessoalmente, eu não gosto da ideia de franquias, a noção de que você pode continuar repetindo o que é essencialmente o mesmo filme para obter ganhos financeiros – em outras palavras, é uma fórmula pra ser seguida.

 

Sinto que essa abordagem é adotada para reduzir o risco econômico de filmes e sinto que o “fator de risco” é um elemento que faz com que os filmes muitas vezes sejam ótimos. Além disso, essa fórmula utilizada atrai a maioria dos recursos disponíveis, deixando pouco para produções mais ousadas, reduzindo a diversidade.

 

De certa forma, acho que o cinema é como comida; certamente você pode adicionar coisas para torná-la tentadora, saborosa e agradável, mas também deve ser nutritiva para se qualificar como alimento de verdade.”

Coppola tem em mente que fez sequências de “O Poderoso Chefão”, mas elas não foram apenas para intuito comercial.

Marvel atualmente tem dois filmes para serem lançados em 2020: “Viúva Negra” e “Os Eternos”.

Comentários

Topo