Menu Papel POP
(Divulgação/HBO Max)

Cynthia Nixon diz que Miranda, de “Sex And The City”, sempre teve “qualidades lésbicas”

Em entrevista à Variety, a atriz e diretora Cynthia Nixon, que viveu a icônica Miranda em “Sex And The City”, falou sobre a sexualidade de sua personagem no revival “And Just Like That”, da HBO Max, e o processo para construir tal aspecto em uma personalidade criada há décadas. A artista, que se assumiu em 2004, ainda admitiu que a advogada sempre teve “qualidades lésbicas”.

Quando o revival ainda estava em desenvolvimento pela companhia de streaming, o showrunner Michael Patrick King abordou Nixon para que pudessem conversar sobre a possibilidade de sua personagem se descobrir Queer ao longo da trama. “Eu fiquei tipo, ‘Claro, por que não!’”, relembrou. “Se estamos tentando fazer coisas diferentes, mostrar mundos diferentes e mostrar aspectos diferentes desses personagens, por que não fazer isso?”.

A atriz também afirmou alguns aspectos de Miranda na produção original: “Mesmo que ela só estivesse realmente interessada em homens, acho que Miranda tinha muitas outras qualidades queer e francamente lésbicas sobre ela. E eu acho que para muitas mulheres gays, ela – nós não tínhamos uma mulher gay! Mas ela era uma substituta para as mulheres gays que não tínhamos”.

E continuou: “Miranda sempre lutou com o poder, e o poder feminino versus o poder masculino, e as mulheres ficando com o lado mais curto do bastão – e isso é um grande problema para as mulheres queer. Acho que não ter que estar sob o controle de um homem sempre foi uma das coisas mais atraentes que estar com outra mulher tem a oferecer”.

Enquanto esperamos pela segunda temporada de “And Just Like That”, a primeira já está disponível na HBO Max.

Comentários

Topo