Menu Papel POP

Ezra Miller pede desculpas por comportamento e inicia tratamento para “problemas complexos”

Ezra Miller está em busca de ajuda profissional para tratar problemas de saúde mental. Em uma nota enviada à revista Variety, elu pediu desculpas a todos que, de alguma forma, foram atingidos por seu comportamento recente.

“Tendo passado recentemente por um período de crise intensa, agora entendo que estou sofrendo problemas complexos de saúde mental e comecei um tratamento contínuo”, contou Miller.

“Quero pedir desculpas a todos que alarmei e aborreci com meu comportamento passado. Estou comprometido em fazer o trabalho necessário para voltar a um estágio saudável, seguro e produtivo em minha vida.”

Zerando o Código Penal

O comportamento mencionado por Miller faz referência às duas vezes em que foi prese no Havaí, entre março e abril deste ano. Na primeira vez, elu foi detido por conduta imprópria em um bar. Na segunda, por arremessar uma cadeira em um bar, acertando a testa de uma mulher.

Ainda em 2020, na Islândia, foi gravade estrangulando uma mulher e acusade de importunação por outra, na Alemanha. U artista ainda foi indiciade, nas últimas semanas, por furto de bebidas alcoólicas e pelo desaparecimento de uma mãe e três filhos – que abrigava em sua fazenda.

Em junho deste ano, um casal solicitou uma ordem judicial de restrição contra Miller, acusando u artista de agredir e drogar sua filha entre seus 12 e 18 anos.

Futuro na DC

Todos estes episódios podem prejudicar a estreia de “The Flash”, filme DC em que Miller vive o personagem-título. Segundo o The Hollywood Reporter, a Warner Bros, inclusive, estuda cancelar o longa caso não haja uma melhora em seu comportamento.

De acordo com o site, a companhia estuda três possibilidades para o lançamento (ou não) do filme.

O primeiro cenário é de que u mesmo possa dar uma entrevista explicando seu comportamento. Assim, elu participaria de maneira limitada na turnê de divulgação do filme, que seria lançado normalmente.

No segundo cenário, considerando que Miller não receba ajuda terapêutica, é que a Warner mantenha a estreia da maneira programada, mas tirando o ator da publicidade envolta do longa e, posteriormente, u retirando do papel — que pode ser reformulado em lançamentos futuros.

A terceira e última opção visa um cenário em que Ezra deteriora ainda mais seu comportamento. Isso fará com que a companhia cancele por completo qualquer plano para o lançamento do filme, uma vez que ele não poderia ser refilmado com um ator diferente. Para a empresa, descartar um investimento de US$ 200 milhões seria um prejuízo sem precedentes.

Comentários

Topo