Voltar para o topo

Agora você pode adicionar o PapelPop a sua tela inicial Adicione aqui

Os momentos em que a Renaissance Tour de Beyoncé foi faraônica, babilônica, mesopotâmica, cleopátrica, lacrônica, divônica e bafônica

deu no feed
(Foto: Kevin Mazur / Getty Images)
(Foto: Kevin Mazur / Getty Images)

A “Renaissance World Tour” passou apenas por cidades da Europa e dos Estados Unidos em 2023.

O espetáculo, um dos mais grandiosos da carreira de Beyoncé, trouxe uma renovação do repertório a partir do álbum homônimo, que presta uma linda homenagem à cena underground eletrônica e às culturas negra e queer.

Com muita imponência, elegância e liberdade, a narração dos sets e divisões presentes nos atos, Queen B passa por suas próprias reflexões a respeito do presente momento e torna as coisas ainda mais impactantes.

Para celebrar e comemorar uma das principais turnê do ano, o Papelpop preparou uma lista dos melhores momentos do último show que Bey rodou o “mundo”. Vem!

(Foto: Kevin Mazur / Getty Images)

(Foto: Kevin Mazur / Getty Images)

1 – Bate e volta em Salvador!

Ninguém esperava por essa! Beyoncé em Salvador, já pensou? Pois isso aconteceu na noite da quinta-feira, 21 de dezembro. A diva pegou um jatinho e pousou na capital baiana durante a “Club Renaissance”, festa que celebra o lançamento do filme “Renaissance”. Foi tudo bem rápido, a diva apareceu para agradecer os fãs pelo carinho, disse ainda que voltará em uma outra turnê e agarrou uma bandeira da Bahia.

O fato é que a visita, que durou apenas algumas horas, movimentou um batalhão de seguranças, enlouqueceu os fãs e fez com que as nossas expectativas sobre um possível retorno crescessem ainda mais. Ela sabe que é a maior!

2 – Brazil is on the house once again

A “RENAISSANCE: World Tour”, infelizmente, só teve passagem pela Europa e pelos Estados Unidos, mas isso não foi motivo para os fãs brasileiros os melhores! — deixarem de marcar presença nos shows da cantora pelo mundo.

Inúmeras vezes, inclusive, o esforço da base de fãs nacionais (conhecidos como Beyhive) foi notado diversas vezes pela abelha suprema.

Já nos primeiros shows, viralizou nas redes sociais diversos vídeos da artista brincando com “I see brazilians in the house” e “I see Brazil is in the house once again”. À época, muitos acharam que era uma pequena pista da cantora confirmando que a turnê iria, sim, passar pelas terras brasileiras, mas acabou não acontecendo.

Relembre:

2 – Blue Ivy: nosso orgulho!

Não podemos negar que a presença de Blue Ivy Carter, filha mais velha de Beyoncé e Jay-Z, se tornou um dos pontos altos do show. Filho de peixinho, peixinho é, e Blue evoluiu apresentação após apresentação, num notório crescimento artístico.

A menina de 11 anos se uniu ao ballet da turnê e foi aclamada, cada vez mais, pela plateia e pelos fãs. Isso incluiu diversos momentos da pequena (não tão pequena) artista que roubou a cena nas performances de “My Power” e “Black Parade”.

Go, Blue!

3 – Eveerrrbody on mute 🤫

Beyoncé mudou carreiras com o desafio “everbody on mute”. A estrela experimentou o “Mute Challenge”, desafio criado por ela durante a turnê, no qual os fãs precisavam ficar em silêncio após ouvirem o verso em que ela diz “everbody on mude (todo mundo no mundo)”, na faixa “Energy”, presente no disco e parceria com Beam.

Aqui no Brasil: será que ia dar certo?

O desafio viralizou nas redes sociais e foi feito por milhares de pessoas e até mesmo artistas, incluindo a diva carismática e acessível Adele.

A britânica divertiu os fãs com o seu lado Beyhive na residência “Weekend With Adele”, em Las Vegas, ao fazer o desafio. No entanto, não deu muito certo… Você pode relembrar aqui.

4 – She ain’t no diva

E quando uma fã criou um dos momentos mais icônicos da turnê? Em determinada parte da música “Diva”, Bey canta o famoso verso “she ain’t no div” — em tradução livre para o português, “ela não é uma diva” — e aponta para uma pessoa na plateia como brincadeira, antes de olhar para trás com um sorriso leve!

Então, se Blue Ivy não tivesse lutado pela adição da faixa na setlist da turnê e essa Beyhive (que se tornou uma verdadeira diva!) não teríamos um dos maiores TikToks e momentos dos shows.

Vem relembrar esse momento e o melhor vídeo meme possível:

5 – Um lugar reservado para a rainha, amores!

A turnê nos mostrou uma grande curiosidades sobre Beyoncé na estrada. O The Sun afirmou que Bey levava seus próprios assentos de banheiro com ela para cada um dos destinos de seus shows. Mas é claro, né, uma rainha nunca perde seu trono!

A equipe da estrela precisa garantir que ela nunca se sente em um vaso utilizado por outra pessoa, mesmo que isso custe milhares de dólares. Uma foto dos bastidores de uma das apresentações mostra uma grande caixa preta etiquetada com: “Beyoncé… Assentos sanitários”.

Veja:

6 – Participações especiais

Esse momento era necessário reviver! A mega-turnê recebeu diversas celebridades, durante os shows, seja no palco ou na plateia. No dia em que Bey celebrou a chegada do 42º ano de vida, ela recebeu no palco a lenda do sol, R&B e pop Diana Ross, uma das principais vozes da música norte-americana.

Usando um vestido preto e brilhante, Diana subiu ao palco e fez questão de puxar um feliz aniversário para a artista, que ficou toda sem graça.

Relembre o momento:

Esta não é a primeira vez que ícones são reverenciados no show da artista, e isso acontece nos mais variados contextos.

Além de trazer toda noite o rap de “Break My Soul/Vogue” (que cita Diana Ross e outros ícones afro-americanos do pop), Bey também prestou homenagem durante a etapa europeia à lenda Tina Turner, que faleceu aos 83 anos em maio deste ano, cantando o cover de “River Deep, Mountain High”, hit de Tina e Ike Turner de 1966.

Assista ao momento:

E as participações especiais não pararam por aí: em um show de Bey em setembro deste ano, a mamã​e chamou ninguém menos que a conterrânea Megan Thee Stallion para o palco​, que fez uma entrada triunfal.

No meio disso tudo, rolou a primeira performance da colaboração entre as duas artistas, “Savage (Remix)”, lançada em 2020. No vídeo abaixo, elas ainda trocaram um carinho e falam que se amam. Fofas! Olha só:

Também em setembro, na ocasião do aniversário de Bey, dia em que Diana Ross subiu ao palco do show da renascença, quem deu as caras e seus versos e flow inconfundíveis foi o gigantesco Kendrick Lamar, um dos maiores (senão o maior) rapper desta geração.

Ao lado de Bey, Lamar — que veio ao Brasil em novembro para ser headliner do GP Week — se jogou no palco imenso da turnê e eles performaram o remix da faixa “American Has A Problem”, faixa do disco mais recente da cantora.

Assista ao vídeo:

7 – Um PatBo se encaixa perfeitamente!

Por mais que o Brasil não tenha entrado na rota final da turnê, Queen B levou um pouco do nosso brilho para os palcos. Em um show realizado na cidade de Vancouver, no Canadáa cantora usou um figurino criado pela mineira Patricia Bonaldi, da label PatBo.

A peça exclusiva, sob medida, cheia de brilhos, texturas e muito movimento, foi incorporada às outras peças da “Renaissance World Tour”. O body, repleto de bordados com caimentos em prata, cor que celebra o aniversário da Queen B e virou assinatura da turnê, levou cerca de 2 meses para ser feito e é sob medida.

Vem conferir:

8 – O que vocês querem? Eu dou!

Pelos meus fãs, eu dou minha vida! Para oferecer uma experiência completa aos fãs que estavam presentes nos shows do disco “Renaissance” (2022), a cantora chegou a desembolsar cerca de US$ 100 mil (aproximadamente R$ 491 mil, na cotação atual do dólar) para manter o metrô funcionando até mais tarde para que o público pudesse ir embora com segurança de uma de suas apresentações.

O fato aconteceu em Washington, capital dos Estados Unidos, depois que a artista foi obrigada a atrasar o espetáculo por 2 horas devido às condições climáticas severas na região. No dia, caiu um chuvão do nada! O Papelpop noticiou o momento e você pode relembrar clicando aqui!

voltando pra home