Menu Papel POP
(Foto: Reprodução/YouTube)

Entrevista – Ivete Sangalo dança “Tubarão Te Amo”, elogia Margareth Menezes e fala sobre volta de Lula: “Voltamos para o trilho”

O ano de 2023 chegou com tudo: vários shows, inúmeros festivais, festas, Carnaval batendo na porta e muito mais. Por isso, o Papelpop foi até um hotel, na zona sul de São Paulo, conversar com Ivete Sangalo para descobrir como está o coração e a cabeça de uma das maiores artistas deste país.

A estrela se prepara para arrastar multidões durante o Carnaval 2023, com o retorno dos blocos de rua — especialmente os de Salvador, no qual ela tem grande nome — após dois anos de pandemia.

“Embora a gente tenha ficado 2 anos sem Carnaval, foi tão intenso que nos deu a sensação que ia desaprender. Mas está na veia! Corre aqui, mano, a gente sabe. O povo brasileiro gosta demais de Carnaval”, afirmou a cantora.

Para preparar o terreno e aquecer seus fãs, Ivete estreou o EP “Chega Mais” no qual celebra o ritmo e a festa brasileira em sua essência ao longo das cinco faixas. Ouça:

Perguntada a respeito de um possível sentimento diferente em relação a essa festa, a rainha do axé não economizou palavras.

“Acho que será diferente. Estou partindo da minha euforia particular. Óbvio que todo ano de Carnaval, eu crio uma expectativa, construo tudo e vejo a reação das pessoas mas, este ano, estou achando um pouco diferente: quero que chegue logo, fiz um EP de Carnaval. Tô meio agoniada. Se eu estou assim, acho que é porque o coletivo também está”, completou.

Ainda no tópico, Ivete ressaltou acreditar que, com o retorno de Luiz Inácio Lula da Silva, do PT, à presidência do Brasil para um terceiro mandato, o público vai festejar de forma única.

“Ô se vai! O meu tema, estava comentando com o pessoal, do Carnaval deste ano é ‘De Volta para o Futuro’. Engatamos, voltamos para o trilho. E a gente vai festejar exatamente isso. Um tempo de esperança. A gente caminhar olhando para frente, entendendo que o futuro a gente faz agora para podermos usufruir com toda alegria do mundo”

“Todas querem ser ela!”

A cantora faraônica Margareth Menezes foi a escolhida do atual governo para comandar o retorno do Ministério da Cultura, deixado de lado pela gestão de Jair Bolsonaro. Durante o bate-papo, Ivete Sangalo contou como imagina que será o ofício da amiga e colega baiana de 60 anos neste novo desafio.

“Você sabe que Margareth sempre foi nossa ministra lá, né? Ela sempre foi uma figura de fomentar, culturalmente falando. É uma mulher extremamente engajada nos seus propósitos. Muito inteligente. Tem suas convicções inabaláveis. Eu acho isso sensacional. Ela é uma mulher massa. Marga é minha amiga de muitos anos, né? E antes de qualquer coisa, ela é uma pessoa boa. Sabe uma pessoa boa? Uma pessoa que você confia, que tem energia boa. Somado a isso, vem uma inteligência, um potencial. E isso que eu falei para você: Margareth não abre mão das coisas que ela acredita. Pode vir a tempestade que for, pode vir o que for, ela está convicta”, afirmou, com firmeza.

“Ela é massa. Uma figura engraçada, divertida, meio tímida, assim, aí você acha que é tímida, mas não tem timidez nenhuma ali. Quando bota no palco, eu digo: ‘O que é isso? Ela tá botando para quebrar, todas querem ser Margareth”, completa.

***

Ainda na conversa, Ivete Sangalo dá detalhes de como pensou seu mais recente projeto, fala como foi a preparação para se apresentar no Rock In Rio 2022, rasga o verbo sobre o cantor João Gomes e ressalta a celebração de 40 anos de carreira de Madonna.

Assista ao vídeo na íntegra abaixo:

Comentários

Topo