Menu Papel POP
(Foto: Eduardo Martins / Ag News)

CCXP22: Fernando Meirelles fala sobre série spin-off de “Cidade de Deus”, novo projeto com Apple TV+ e série de heróis brasileiros

Foi dada a largada ao universo épico da CCXP22!

A abertura do Palco Thunder by Cinemark Club — principal sala de painéis do evento, que acontece na São Paulo Expo, de hoje (1) à domingo (4) — contou com a presença do lendário cineasta brasileiro Fernando Meirelles e parte da equipe e elenco de “Cidade de Deus” (2002).

O filme que concorreu a quatro estatuetas do Oscar, na época de seu lançamento, completou 20 anos neste ano. Em comemoração, a O2 Filmes anunciou que fará uma série spin-off do universo do longa-metragem em parceria com a HBO Max. A novidade foi anunciada nesta quarta-feira (30).

Obviamente, o tema foi abordado e Meirelles ressaltou que a principal diferença da produção inédita para o filme será o recorte feito nas favelas e comunidades: na série, a potência destes locais serão exaltadas.

“Sempre tenho um pouco de receio que, no filme, só falávamos das carências das comunidades. Dessa vez, vai ser sobre a potência dessas comunidades. É outra virada. Um elenco bem profissional, mesmo.”

O cineasta aproveitou o espaço, ainda, para traçar um paralelo entre o mundo pré-longa e os dias atuais. Meirelles relatou que, quando foram escolher os atores, não havia elenco de jovens negros no Brasil. Foi preciso, dessa maneira, que a própria equipe do filme montasse workshops de quatro meses com jovens e crianças pretas do Rio a fim de formar e selecionar os talentos.

Agora, então, a realidade cultural do Brasil é muito diferente.

“Na época que fizemos o filme, não tínhamos um elenco e uma equipe negra qualificada. Nesse sentido demos um grande salto no Brasil, hoje temos uma riqueza de talentos negros que vão contar essa história.”

O diretor é o grande nome homenageado desta edição da CCXP. Acanhado no início do painel, onde foi exaltado pelos apresentadores, o cineasta ressaltou que não faz nada sozinho e revelou ser um “curador de pessoas”.

“Construo times, monto timaços e pergunto como fazer. Este é o segredo. Busco pessoas talentosas para estarem ao meu lado.”

Novos projetos

Antes de falar sobre a série spin-off de “Cidade de Deus“, Fernando Meirelles contou ao público presente na CCXP22 quais os projetos inéditos que tem trabalhado.

Para ele, o que chama atenção para investir em um roteiro, em uma história, atualmente, são duas temáticas: crise climática e desigualdades humanas.

Embora ele tenha preferência por projetos nesta toada, ele revelou que, até poucos dias atrás, estava em Los Angeles gravando uma nova série para a Apple TV+ chamada “Sugar”. Estrelada pelo ator Colin Farrell, a trama aborda uma história de um detetive.

“Eles não deixam a gente falar muito. É uma série de detetive com o Colin Farrell, tem uma virada interessante e tem um elenco incrível. Tá muito bem realizada. Entrei com tudo, me dediquei. Gosto muito de estar no set, de conversar com os atores mas, como disse, não é meu tema.”

Fora isso, Meirelles foi questionado pelos apresentadores do painel se tem vontade de dirigir algum filme do universo da Marvel Estúdios.

Ele, então, revelou que tem tentado transformar a HQ brasileira “O Cidadão Incomum”, escrita por Pedro Ivo Barbosa, em uma série nacional de super-heróis, na qual ele atuaria como produtor.

“Quero construir heróis brasileiros. Essa história é incrível, não sei se já leram. Trata de 7 ou 8 heróis daqui. É um dos projetos que mais quero tirar da frente, mas as plataformas estão demorando para comprar”

 

Comentários

Topo