Voltar para o topo

Agora você pode adicionar o PapelPop a sua tela inicial Adicione aqui

Ingrid Guimarães fala sobre seus primeiros projetos no Prime Video: “Muita responsabilidade”

series
(Foto: Rafa Cusato)
(Foto: Rafa Cusato)

Primeiro o mapa astral, depois o beijo! O novo reality show do Amazon Prime Video, “Match nas Estrelas”, promete formar casais apenas pela compatibilidade dos astros.

Apresentado por Ingrid Guimarães e pela astróloga Tati Lisbon, conhecida como A Papisa, o programa dará a opção do participante escolher seguir o próprio coração ou ouvir o que os astros têm a dizer. Um verdadeiro Tinder astrológico! Onde baixa isso, meu povo?!

Estreando no Prime Video, após mais de vinte anos na Rede Globo, a humorista falou mais sobre o projeto que abraçou e revelou ter uma maior liberdade para trabalhar com pessoas que deseja, além de ter maior responsabilidade criativa em seus projetos.

Ao longo dos 45 minutos dos 12 episódios desta primeira temporada, participantes serão escolhidos para representar um signo do zodíaco, participando de encontros com possíveis parceiros de signos diferentes, mas que, totalizando o mapa, pode ocorrer uma ‘sinastria’ entre eles.

O Papelpop foi até os estúdios do Prime Video, em São Paulo, para conversar com a humorista, que falou mais sobre a empreitada e detalhou sua relação com a astrologia. Confira a conversa na íntegra:

Papelpop – Já quero começar esse papo bem astrológica! Qual é o signo de vocês? E do parceiro ou parceira? Combina? Vocês acham que sim ou que não?

Ingrid Guimarães – Eu sou Câncer e ele é Áries, na verdade, com esse programa eu to chegando à conclusão que não é só o signo. Tem a lua que importa muito, o ascendente, a tal da vênus, a casa 7 que é a casa do relacionamento, tem a casa 4 que é a casa do desejo, então eu to entendendo um monte de coisa (risos)! Eu fiz a minha sinastria com a Papisa, antes de começar o programa, fiz com a minha filha, mas com o marido eu não tive coragem de fazer. Eu falei: ‘Agora? Depois de 17 anos?’

Papelpop – Ingrid, falando de trabalho, você está nesta nova fase da sua carreira, trabalhando para um player de entretenimento tão diverso e com mil possibilidades, que é o Prime Video. Como tem sido sua experiência de trabalhar com eles até aqui?

Ingrid Guimarães – Está sendo muito legal por um lado, porque a gente é meio dona da nossa própria história, então a gente cria os nossos próprios núcleos, a gente escolhe as pessoas com quem a gente quer trabalhar. Essa liberdade, no ponto de carreira que eu cheguei, é uma coisa muito importante e que eu queria muito na vida. Ao mesmo tempo, é muita responsabilidade, porque você é meio dona dos seus projetos, então a culpa é toda sua, né?

Papelpop – Verdade! Depois de seus 20 anos de contrato fixo com o Grupo Globo, o que mais tem notado diferença nos anos passados para este momento, falando especificamente sobre o ofício da produtora e atriz?

Ingrid Guimarães – No próprio Grupo Globo, eu já exercia muito um papel de dona da minha história na GNT, na Globo, como é uma empresa muito grande e uma TV aberta, eu acabava entrando em projetos deles. Mas, por exemplo, “Sob Nova Direção”, era um projeto meu e da Lolô [Heloísa Perissé].

Na GNT, eu exercia o papel de produtora e ficava inventando projetos, mas em um âmbito muito menor. Se você olhar uma equipe de 350 pessoas é uma coisa muito grandiosa, é a primeira vez que eu apresento algo tão grandioso. Uma coisa que eu falei muito quando eles me chamaram foi: ‘Gente, por ser um projeto muito grande e que, na verdade, não é sobre mim, é sobre os encontros, eu quero ter a minha marca’. Então, tem os encontros, que é o mais importante, mas eu falo do meu jeito, tem as minhas esquetes que costumo fazer, então também vai ter a minha cara.

Papelpop – Falando agora sobre o seu primeiro projeto, MATCH NAS ESTRELAS ajudará casais a se unirem. Você já havia sido cupida de algum casal de amigos ou conhecidos antes?

Ingrid Guimarães – Super, eu amo ser cupida! É uma função que eu adoro! Primeiro porque traz uma energia muito boa pra gente, quando unimos casal. Eu sempre fui assim, se tem duas pessoas que eu gosto muito, eu adoraria sempre que elas estivessem juntas, até para eu poder sair com os dois (risos). Eu sempre tive esse coração muito canceriano, sempre torci muito por isso. Para mim é algo bem natural meu, essa coisa de fada madrinha.

Papelpop – Como foi sua preparação para comandar este projeto?

Ingrid Guimarães – Eu sou uma pessoa que gosta muito de reality, eu gosto dessa coisa do na hora, da espontaneidade. Então eu fiquei vendo alguns realitys que eu gostava, prestando atenção no apresentador, porque o apresentador, em primeiro lugar, ele tem que não atrapalhar, né? Eu sou muito falante, e a primeira coisa que o diretor falou foi “Ingrid, suporte o constrangimento”, porque eu sou aquela que vê duas pessoas constrangidas e já quero entrar no meio, já quero animar o ambiente, então foi uma dificuldade para mim. Mas, você sabe que eu não fiquei vendo muito o que todo mundo fazia? Porque eu pensei que esse reality também tinha que ter o meu jeito, tinha que ser eu e isso foi mais fácil. Agora, a dinâmica, o percentual, o jogo, era uma coisa que eu tive que estudar.

Papelpop – Qual vai ser a dinâmica do reality? Ela te encantou?

Ingrid Guimarães – É muito legal. A gente conhece primeiro o signo solar de cada um, depois eu entrevisto eles sobre o signo, sobre o porquê dela estar lá, até que ponto ela confia ou não na astrologia, porque para estar aqui tem que gostar e acreditar, é a única premissa que a gente tem. Mas as pessoas gostam de signos, né? A maioria dos brasileiros gostam desse misticismo. A gente gosta do sobrenatural, de tudo que é além.

Depois disso, a Papisa faz a sinastria, que é ver se o mapa combina com o outro. A pessoa não sabe a sinastria dela, e ela escolhe quem ela quer ficar. É claro que tem várias pegadinhas ali no meio, tem horas que não é o astro quem escolhe, e vai eliminando por várias coisas. No fim, tem a grande decisão: os astros dizem para você o que é melhor e você é quem vai decidir se vai ouvir ou não.

Papelpop – Já torceu por um casal que acabou não dando certo no reality?

Ingrid Guimarães – Já, total! Eu gravei metade, praticamente, então já aconteceu de tudo. Já aconteceu da pessoa dizer “imagina, eu ou completamente pelos astros”, beijou na boca e mudou de ideia. Já aconteceu de uma pessoa se apaixonar por outra, e a outra ter que sair porque não era compatível. O legal aqui, de certa maneira, é que tem muito a ver com a vida. Às vezes, a gente quer uma pessoa e a vida diz: ‘olha, não é ela’. Outras vezes, a gente nem olha e a vida fala: ‘olha, essa pessoa aqui pode ser legal para você’. É o famoso: ‘entrega pro universo”.

Papelpop – Você é do tipo de pessoa viciada em astrologia, que pensa no melhor momento para assinar contratos, ter conversas importantes ou deixa a vida levar? Sei que seu aniversário foi agora em Julho, aproveitou para fazer a sua revolução solar?

Ingrid Guimarães – Eu gosto de signos. Se não, eu não toparia [o projeto]. Eu faço sempre o meu mapa astral. Faço revolução solar, sou ligada em signo, mas paro na lua. Eu não vou na vênus, na casa X e etc.

Papelpop – Quais são seus próximos projetos, seja como atriz ou showrunner, no Prime Video ou em outro player? Se você não puder contar, fale ao menos um spoileeer!

Ingrid Guimarães – O que eu posso contar é que eu fiz uma participação no “Eleita” [série do Prime Video, estrelada por Clarice Falcão], e vem aí séries, filmes, programa meu, tudo cheio de novidades!

 

voltando pra home