Menu Papel POP
Foto: Daniel Pinheiro/AgNews

Prêmio Multishow 2022 tem apresentações poderosas de Gloria Groove, Ludmilla e Linn da Quebrada; reveja grandes momentos!

ACONTECEU! O Prêmio Multishow 2022 foi um dos assuntos mais comentados da noite e com razão. Comandada por Linn da Quebrada, Gloria Groove e Marcos Mion, a festa teve como responsável pelo ato de abertura Ludmilla, que apostou em uma performance bastante versátil.

Ela começou com “Tic Tac”, single recém-lançado em parceria com Sean Paul, e que fez seu ballet rodopiar em diferentes ritmos. Na sequência, saindo dessa frequência enérgica, ela surpreendeu ao cantar “Modo Avião”, música que ficou eternizada na edição do “Lud Session” com Gloria Groove. “Maldivas”, sucesso do projeto de pagode “Numanice”, chegou para encerrar o medley e fazer jus ao troféu de Hit do Ano.

 

“Queria agradecer à minha musa inspiradora”, disse, ao receber o prêmio na companhia da esposa Brunna Gonçalves. À ocasião, Lud também lembrou o acolhimento que recebeu da organização após fazer críticas à edição anterior. “Não esperava que ‘Maldivas’ fosse ganhar essa categoria, tô muito feliz. Mas hoje o prêmio mais especial foi a minha voz ter sido ouvida pelo prêmio Multishow e olhar para a plateia, olhar para as performances, tanta gente sendo reconhecida pelos seus trabalhos. Esses são os maiores prêmios que eu podia ganhar.”

Um dos pontos altos da noite foi, sem dúvida, a apresentação de Gloria Groove. Consagrada com o disco “Lady Leste”, a drag armou no palco um verdadeiro circo. No set, projeções suntuosas, um grande ballet e clássicos da carreira como “A Queda”, “Leilão”, “Bonekinha” e “Vermelho”. Esta última, hit absoluto da presente era, botou a plateia abaixo, rebolando até o chão. Reveja!

A artista também venceu o troféu de Voz do Ano, categoria que agora unifica os troféus de Cantor e Cantora do Ano, atualizando-os sob um viés de igualdade. O discurso foi emocionante.

“Quero dividir que acho extremamente simbólico ganhar um premio como esse porque posso afirmar que minha voz chegou na minha vida antes mesmo que pudesse entender e ressignificar minha personalidade. Entendo que ela quebra barreiras, mexe com o coração, fazer com que pessoas que nunca foram ouvidas antes ter um lugar. Tudo se deve o fato de ser filho e filha de uma das maiores cantores do Brasil. Nada mais justo do que dedicar esse prêmio à minha mãe, Gina García. Sem você essa voz não estaria caminhando aqui. Jamais vou esquecer esse momento”.

E por falar em voz… Elza Soares, que nos deixou em 2022, Linn da Quebrada e Larissa Luz se uniram para uma potente homenagem à artista, de quem são herdeiras. Juntas, elas interpretaram “Não Tá Mais de Graça”, cheias de referências às religiões de matriz africana e à cultura afro-brasileira.

Alguém falou em pop? Luísa Sonza também apareceu e entregando um medley de sucessos bem recentes. A performance começou com “O Conto dos Dois Mundos (Hipocrisia)” e “Hotel Caro”, parceria com Baco Exu do Blues. Logo em seguida, a artista convidou Xamã para acompanhá-la em “Poesia Acústica #13”, faixa originalmente lançada com MC Cabelinho, Tz da Coronel, Oruam, L7NNON, Chefin, N.I.N.A e Chris também.

De volta à ativa, o grupo Planet Hemp, liderado por Marcelo D2, apresentou na companhia de Criolo e BNegão o single “Distopia”, uma intensa faixa que mescla a força do rap e do rock ao discurso político. Juntos, eles literalmente incendiaram o palco ao lembrar a importância de desobedecer em troca de liberdade.

O troféu de Artista Revelação talvez tenha sido uma surpresa. Quem levou a melhor foi Ana Castela, autora do hit “Pipoco”. Hit no TikTok, a faixa tem as participações de Melody e DJ Chris no Beat.

Quem também brilhou muito foi a dupla Liniker e Dona Onete. Juntas, elas celebraram diferentes gerações em uma parceria em cena que contemplou ambos os repertórios e as referências de um Brasil que é, sobretudo, plural. Uma gafe! No frenesi da performance, ao comentar o que tinha acabado de acontecer, o apresentador Marcos Mion trocou o nome de Liniker pelo da também colega Majur, o que gerou críticas nas redes sociais.

Enquanto muita gente apostou em clássicos… a deusa Iza escolheu levar para o jogo as faixas que lançou no EP “Três”. Com direito a ballet e cenário que reproduzia com exatidão o curta-metragem lançado semanas antes, a artista brilhou mais uma vez ao reforçar a grande performer que é – e claro, deixando um sabor de quero mais.

A gente também não se esqueceu do pré-show. Para um público reduzido, nomes como Priscilla Alcântara e Thiago Pantaleão (que acaba de botar na rua um disco excelente e beeeem pop, procure saber sobre “Fim do Mundo”) apresentaram seus sucessos. No ano que vem, queremos na cerimônia principal, hein?

Com três prêmios, Anitta, que não esteve presente, mas foi representada por um dos irmãos e por fãs previamente escolhidos, terminou sendo a grande vencedora da noite.

Confira abaixo a lista completa de troféus entregues

REVELAÇÃO DO ANO
Ana Castela – vencedora
Bala Desejo
Jovem Dionísio
Mari Fernandez
Nattanzinho
Rachel Reis
Tasha & Tracie
Urias

DUPLA DO ANO
ANAVITÓRIA
Diego e Victor Hugo
Henrique e Juliano
Jorge e Mateus
Maiara e Maraisa – vencedoras
Matheus & Kauan
Tasha & Tracie
YOÙN

GRUPO DO ANO
Jovem Dionisio
Afrocidade
Bala Desejo
Black Pantera
Gilsons
Grupo Menos é Mais
Lagum – vencedor
Raça Negra

SHOW DO ANO
Alexandre Pires e Seu Jorge – vencedores
Caetano Veloso
Djonga
Emicida
Jão
Ludmilla
Marisa Monte
Thiaguinho

MÚSICA DO ANO
Acorda Pedrinho (Jovem Dionísio)
Desenrola Bate Joga de Ladin (L7nnon, Os Hawaianos e DJ Bel da CDD – Part. DJ Biel do Furduncinho)
Envolver (Anitta) – vencedora
Fé (IZA)
Maldivas (Ludmilla)
Malvadão 3 (Xamã, Gustah e Neo Beats)
VAMPiro (Matuê, WIU e Teto)
Vermelho (Gloria Groove)

ÁLBUM DO ANO
Lady Leste (Gloria Groove)
LUME (Felipe Ret) – vencedor
Numanice #2 (Ludmilla)
Pirata (Jão)
Pra Gente Acordar (Gilsons)
QVVJFA? (Baco Exu do Blues)
Sobre Viver (Criolo)
Versions of Me (Anitta)

VOZ DO ANO
Anitta
Gloria Groove – vencedora
IZA
Jão
Liniker
Ludmilla
Luísa Sonza
Marisa Monte

HIT DO ANO
Acorda Pedrinho (Jovem Dionísio)
Dançarina (Pedro Sampaio & MC Pedrinho)
Desenrola Bate Joga de Ladin (L7nnon, Os Hawaianos e DJ Bel da CDD – Part. DJ Biel do Furduncinho)
Envolver (Anitta)
Idiota (Jão)
Maldivas (Ludmilla) – vencedora
Malvadão 3’ (Xamã, Gustah e Neo Beats)
Vermelho (Gloria Groove)

ARTISTA DO ANO
Anitta – vencedora
Gloria Groove
Gusttavo Lima
Jão
João Gomes
L7nnon
Ludmilla
Luísa Sonza

CLIPE TVZ DO ANO
A Queda (Gloria Groove)
Vermelho (Gloria Groove)
Acorda Pedrinho (Jovem Dionísio)
Boys don’t cry (Anitta) – vencedora
Envolver (Anitta)
Cachorrinhas (Luisa Sonza)
Fé (IZA)
Idiota (Jão)

CATEGORIAS TÉCNICAS

INSTRUMENTISTA DO ANO
Amaro Freitas
Castilhol
Hamilton de Holanda
Jonathan Ferr
Kiko Dinucci
Mateus Asato
Pretinho da Serrinha – vencedor
Silvanny Sivuca

PRODUTOR MUSICAL DO ANO
Eduardo Pepato
Pablo Bispo
Papatinho – vencedor
Prateado
Pupilo
Rafinha RSQ
Ruxell no Beat
VHOOR

CAPA DO ANO
Fé (IZA) – vencedora
Fúria (Urias)
Lady Leste (Gloria Groove)
LUME (Filipe Ret)
Portas (Marisa Monte)
QVVJFA? (Baco Exu do Blues)
Urucum (Karol Conká)
Version Of Me (Anitta)

 

Comentários

Topo