Menu Papel POP

Manu Gavassi fala pela primeira vez sobre não ter sido indicada ao Grammy Latino 2022 com “Gracinha”: “Frustração”

HABLOU! Manu Gavassi falou pela primeira vez sobre a frustração de não ter sido indicada ao Grammy Latino 2022 com o álbum “Gracinha“. A cantora dissertou sobre o tema em participação no podcast “Um Milkshake Chamado Wanda“, do PapelPOP, nesta quinta-feira (29).

O assunto surgiu após a ex-BBB afirmar que, mesmo com toda a sua projeção atual, ela, enquanto artista, continua sentindo que seu trabalho musical, apesar de bem sucedido, ainda é nichado. Gavassi disse que, ainda assim, existem “pequenas frustrações” e que, “às vezes, acha merecer mais reconhecimento do que tem, por se esforçar muito” 

“Estamos falando de Grammy Latino?”, perguntou Phelipe Cruz, um dos apresentadores, ao passo que Manu confirmou. “Sim, estamos falando de Grammy Latino. As máscaras vão cair agora!”, brincou a cantora.

Manu apontou, então, que muita gente não entendeu a sua frustração de não ter sido uma das indicadas ao Grammy Latino 2022, tendo recebidos comentários, inclusive, de que ela deveria “abaixar a bola”, após postagem no Instagram, feita no último dia 20, em que a lista dos nomeados foi divulgada.

“Eu acho que todo mundo que está lá deveria, sim, ter sido indicada […] Só que a minha frustração é que foi numa categoria muito específica, uma categoria para projetos audiovisuais na música”, explicou Manu.

“E não fui eu que botei isso na minha cabeça sozinha. […] Existia uma expectativa de todo mundo que trabalhou nesse projeto, de todo mundo que colocou essa sementinha na minha cabeça, pessoas muito grandes por trás, que têm experiência com indicações ao Grammy”, contou. 

Por ser uma categoria relativamente nova e pelo fato de álbuns audiovisuais não serem tão comuns, a artista “justificou” que este foi o maior motivo para a frustração dela e de sua equipe. Dentre os indicados, estão nomes como Rosalía, Siudy Garrido, Natalia Lafourcade e Vetusta Morla.

“Esse projeto que a gente fez com uma grandiosidade, com um suor, com profissionais brasileiros, uma coisa tão grande, tão difícil de ser feita, merecia, nessa categoria específica, ter tido uma luzinha ali. Foi só isso”, concluiu. 

Assista abaixo ao trecho que Manu Gavassi fala sobre o tema:

Ouça na íntegra o episódio do Wanda com participação de Manu Gavassi e Karol Pinheiro:

 

Academia canetou!

No último dia 20 de setembro, no dia em que foi divulgada a lista completa de indicados ao Grammy Latino deste ano, Manu publicou um desabafo sobre a situação em seu Instagram. Sem citar a premiação, ela agradeceu o apoio dos fãs e exaltou as qualidades de seu projeto “Gracinha”, afirmando que foi um ponto importante para a sua carreira e sua arte. 

“Hoje não foi um dia fácil pra essa minha cabecinha pensante e sonhadora. Mas daí lembro que minha carreira inteira também não foi, é uma sucessão de provações e aprendi a entender isso e usar de combustível pra produzir cada vez mais arte com propósito e com luz”, escreveu.

“Talvez seja um projeto realmente a frente do tempo, do que se espera e do que se consome. Mas me transformou na artista que sou hoje. Por vezes invisível mas (quase) sempre inovadora”, acrescentou.

Leia na íntegra: 

 
 
 
 
 
Ver essa foto no Instagram
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Manu Gavassi (@manugavassi)

A cerimônia do Grammy Latino 2022 acontece em 17 de novembro em Las Vegas, nos Estados Unidos, e – como não pode faltar -,  conta com a presença de diversos brasileiros na lista de indicados. 

Para além das categorias voltadas à língua portuguesa, as quais se destacam JãoLudmillaLinikerMarina SenaCrioloMarisa MonteLuísa Sonza e mais, Anitta aparece em outras categorias da premiação, enquanto Clarissa está entre os indicados a Artista Revelação.

Veja as categorias que destacam os nomes brasileiros:

Melhor canção de língua portuguesa
“BABY 95”, Liniker
“IDIOTA”, Jão
“ME CORTE NA BOCA DO CÉU, A MORTE NÃO PEDE PERDÃO”, Criolo, Tropkllaz e Milton Nascimento
“MEU COCO”, Caetano Veloso
“POR SUPUESTO”, Marina Sena
“VENTO SARDO”, Marisa Monte e Jorge Drexler

 

Melhor álbum de pop contemporâneo em língua portuguesa
“SIM SIM SIM”, Bala Desejo
“PRA GENTE ACORDAR”, Gilsons
“PIRATA”, Jão
“DE PRIMEIRA”, Marina Sena
“DOCE 22”, Luísa Sonza

 

Melhor álbum de música sertaneja
“LEGADO”, Chitãozinho & Xororó
“AGROPOC”, Gabeu
“EXPECTATIVAS X REALIDADE”, Matheus & Kauan
“PATROAS 35%”, Marília Mendonça, Maiara e Maraísa
“NATURAL”, Lauana Prado

 

Melhor álbum de rock alternativo de língua portuguesa
“QVVJFA?”, Baco Exu do Blues
“O FUTURO PERTENCE À… JOVEM GUARDA”, Erasmo Carlos
“SOBRE VIVER”, Criolo
“MEMÓRIAS (DE ONDE EU NUNCA FUI)”, Lagum
“DELTA ESTÁCIO BLUES”, Juçara Marçal

 

Melhor álbum de samba/pagode
“BONS VENTOS”, Nego Alvaro
“MISTURA HOMOGENIA”, Martinho da Vila
“DESENGAIOLA”, Alfredo Del-Penho, João Cavalcanti, Pedro Miranda, Moyseis Marques
“NUMANICE #2”, Ludmilla
“CÉU LILÁS”, Péricles

 

Melhor interpretação de reguetón
“DESPERADOS”, Rauw Alejandro, Chenco Corleone
ENVOLVER”, Anitta
“YONAGUINI”, Bad Bunny
“Nicky Jam: Bzrp Music Sessions, Vol. 41”, Nicky Jam e BZRP
“LO SIENTO BB :/”, Tainy, Bad Bunny e Julieta Venegas

 

Gravação do ano
“PA’ MIS MUCHACHAS”, Christina Aguilera, Becky G, Nicki Nicole, Nathy Peluso
“CASTILLOS DE ARENA”, Pablo Alborán
“ENVOLVER”, Anitta
“PA LLA VOY”, Marc Anthony
“OJITOS LINDOS”, Bad Bunny e Bomba Estéreo
“PEGAO”, Camilo
“TOCARTE”, Jorge Drexler e C. Tangana
“PROVENZA”, Karol G
“VALE LA PENA”, Juan Luis Guerra
“LA FAMA”, Rosalía e The Weeknd
“TE FELICITO, Shakira e Rauw Alejandro
“BALONCITO VIEJO”, Carlos Vives e Camilo

         Artista revelação

Angela Alvarez
Sofía Campos
Cande y Paulo
Clarissa
Silvana Estrada
Pol Granch
Nabález
Tiare
Vale
Yahritza y su Esencia
Nicole Zignago

Comentários

Topo