Menu Papel POP
(Netflix / Divulgação)

Michelle Yeoh explica a razão de Tarantino não a escalar em “Kill Bill”: “Ninguém acreditaria”

Em entrevista à Town & Country, Michelle Yeoh explicou qual foi a justificativa de Quentin Tarantino para não a escalar em “Kill Bill” (2003), já que ele mesmo admitiu que seu papel em “Police Story 3 – Supercop” (1992) foi uma grande inspiração para a Noiva de Uma Thurman. As informações são da Variety

“Eu fiz a mesma pergunta a Quentin”, disse a atriz malaia à revista. “Ele é muito esperto. Ele disse: ‘Quem acreditaria que Uma Thurman poderia acabar com você?’”. Parece justo! 

O diretor e ela têm uma longa história como amigos. Foi o cineasta que a incentivou a continuar atuando após ter se machucado no set de filmagens de “The Stunt Woman” (1996). 

“Achei que tinha quebrado as costas. Achei que estava paralisada”, disse Yeoh, revelando que Tarantino estava em Hong Kong durante uma exibição de “Pulp Fiction” (1994) e decidiu visitá-la no hospital.

“Devo dizer, Quentin, ele é persistente. Ele é quem ele é hoje porque é cheio de paixão e amor”, continuou. “De repente, ficamos animados. Então eu pensei: ‘Talvez eu não esteja pronta para desistir disso.’”

Yeoh ficou mundialmente conhecida nos anos 1990, ao participar de produções como “007 – O Amanhã Nunca Morre” (1997) e “O Tigre e O Dragão” (2000). Outros trabalhos incluem títulos como “Memórias de uma Gueixa” (2005), “A Múmia: Tumba do Imperador Dragão” (2008), “Kung Fu Panda 2” (2011) e “Guardiões da Galáxia Vol. 2” (2017). 

Atualmente, ela se prepara para a temporada de premiações, onde deve concorrer às principais categorias de atuação por sua performance em “Tudo em Todo o Lugar ao Mesmo Tempo” (2022), incluindo o Oscar de Melhor Atriz. 

Comentários

Topo