Voltar para o topo

Agora você pode adicionar o PapelPop a sua tela inicial Adicione aqui

Filho de Gal Costa pede à Justiça que corpo da cantora seja exumado, diz jornal

famosos
Foto: Bob Wolfenson/Divulgação

Informações obtidas pelo jornal Folha de S. Paulo e publicadas nesta quarta-feira (14) dão conta de que Gabriel da Costa Penna Burgos, filho da cantora Gal Costa, pediu formalmente à Justiça que o corpo da mãe seja exumado.

A petição, apresentada nesta quarta (13), foi assinada pelas advogadas Luci Vieira Nunes e Mariana Athaíde, suas representantes, e retoma uma discussão sobre a causa exata de sua morte. A mesma, por decisão de Wilma Petrillo, que se diz sua companheira, não foi submetida a autópsia.

Gal Costa morreu em novembro de 2022 e a certidão de óbito, conforme revelou a revista Piauí em reportagem, apontava um infarto agudo no miocárdio, além de um câncer de cabeça e pescoço. No entanto, Gabriel argumenta agora querer um esclarecimento a respeito.

O estudante também solicitou que o corpo seja transladado de São Paulo para o Rio de Janeiro. A vontade da artista era ser sepultada ao lado da mãe, Mariah Costa Penna, em um jazigo comprado para que ambas, muito próximas, fossem colocadas lado a lado após a morte.

No mesmo local estão os restos mortais de outros ícones da canção brasileira como Carmen Miranda, Ary Barroso, Dorival Caymmi, Vinicius de Moraes, Cazuza, Glauber e Anecy Rocha.

No entanto, a decisão de enterrar Gal em São Paulo foi tomada, também sem consultas, por Petrillo. Ela orientou que seu corpo fosse para o Cemitério da Ordem Terceira do Carmo, no bairro da Consolação, onde sua família possui um jazigo – o que revoltou amigos e fãs.

Gabriel ainda não era maior de idade e não pode interferir. Recentemente, ele veio a público questionar as declarações de Petrillo de que era companheira de Gal. A ex-empresária também requereu na Justiça o direito a uma parte do patrimônio deixado.

voltando pra home