Menu Papel POP
Foto: Reprodução

Emma Corrin diz esperar que premiações deixem de fazer distinção de gênero em categorias

Faltando pouco para o início da temporada de premiações, Emma Corrin disse esperar que categorias como as de Melhor Ator e Melhor Atriz possam ser fluidas no futuro, premiando artistas sem categorização/distinção de gênero.

Consideradx um novo talento nas artes visuais, a estrela brilhou como a princesa Diana na quarta temporada de “The Crown” e se identifica como uma pessoa não-binária.

“É difícil para mim, no momento, tentar justificar pra minha cabeça ser uma pessoa não-binária e ser indicada em categorias femininas”, disse, à BBC News. “Quando se trata de premiações e nomeações, precisamos especificar se você está sendo indicado para um papel feminino ou masculino?”, questionou.

“Espero por um futuro em que isso aconteça. É sobre todos serem capazes de se sentirem reconhecidos e representados”.

Em 2022, houve destaque ainda para sua atuação no filme “My Policeman”. No ano passado, Corrin foi indicadx ao Emmy Awards justamente na categoria de Melhor Atriz por seu trabalho em “The Crown”. À época, elx ainda aceitava os pronomes femininos.

“Você pode discutir prêmios e representação, mas realmente a conversa precisa ser sobre ter mais representatividade no próprio material, no conteúdo que estamos vendo para pessoas não-binárias, para pessoas queer, para pessoas trans. Acho que isso vai mudar”, disse.

“Quando esses papéis surgirem, o que significa que mais pessoas e mais atores estarão ocupando esses espaços, acho que haverá mais urgência para que essas questões sejam abordadas”.

Comentários

Topo