Menu Papel POP
(Foto: Divulgação)

Luísa Sonza adia turnê inédita em meio a processo por racismo: “Não acho que é o momento”

Luísa Sonza confirmou o adiamento da turnê “O Conto dos Dois Mundos”. O novo espetáculo, que teve seu ensaio feito no Rock In Rio 2022, tinha passagem confirmada por São Paulo no próximo dia 1º de outubro. Agora, o show deve ocorrer em 19 de novembro.

Os preparativos foram colocados em segundo plano em virtude de uma acusação de racismo, de anos atrás, feita contra a cantora, que voltou aos holofotes nos últimos dias.

O comunicado foi feito pela voz de “Cachorrinhas” em seu Stories, no Instagram.

“Gente, seguinte: estou sumida daqui porque estou resolvendo todo o caso com a Isabel [referindo-se à parte acusatória]. Estou procurando a melhor forma de resolver isso, da maneira mais correta, certa possível, de acordo com todos os meu ideais. É óbvio que eu quero vir aqui conversar com todos vocês, pedir desculpa pra vocês. Mas primeiro eu preciso resolver isso diretamente na Justiça e diretamente com a Isabel”

Sonza destacou, também, que não seria possível resolver o processo de forma tão rápida por conta de burocracias.

“E por conta disso, na verdade eu vim aqui dizer pra vocês que eu vou escolher adiar o lançamento da turnê do ‘O conto dos dois mundos’ porque eu não consegui ensaiar, não consegui focar e nem tenho cabeça pra isso agora. Não acho que é o momento de eu fazer uma coisa que é o maior projeto da minha vida agora

Sem conseguir ensaiar e dizendo-se “sem foco e cabeça” para a música, a decisão foi o adiamento.

“Tô focada nisso e vim aqui dizer que escolhi adiar a turnê ‘O Conto dos Dois Mundos’ porque não consegui ensaiar, focar e nem tenho cabeça pra isso agora. Vocês que compraram ingresso, sei que tem gente vindo de longe pra cá pra São Paulo. Vou adiar pro dia 19 de novembro, vou deixar as informações no Instagram da turnê, depois a gente posta um flyer também. Foi adiado, não foi cancelado, pra que eu possa dar a experiência que vocês merecem. Enfim, mais uma vez desculpa por tudo, mas eu preciso resolver isso da melhor maneira leva muito mais tempo do que vir aqui na internet falar sobre isso. Quero realmente fazer a coisa certa, de acordo com o que eu sempre falei, vou continuar sendo aliada, da maneira mais séria e profunda. Eu volto aqui pra falar sobre isso”.

Assista ao pronunciamento de Sonza abaixo:

Entenda o caso

Ao se pronunciar, recentemente, Sonza solicitou uma audiência amigável com a vítima. Ela também recebeu críticas de colegas artistas por ter se colocado como protagonista.

Veja pronunciamento da cantora:

Segundo documentos obtidos pelo site Splash UOL, Sonza é ré em um processo de racismo movido pela advogada Isabel Macedo de Jesus. Ela pede R$10 mil de indenização por danos morais.

Segundo a autora, o caso ocorreu em 22 de setembro de 2018 – cerca de dois anos anos antes de vir a público. A advogada comemorava seu aniversário em uma pousada, em Fernando de Noronha, onde Sonza se apresentava. Ao levantar de sua mesa para ir ao banheiro, ela cruzou com a cantora, que teria dado um tapa em seu braço e pedido um copo d’água.

Foi então que Isabel solicitou a Luísa que repetisse sua fala e ouviu o mesmo pedido, pois “estava com sede”.

A advogada explicou que não era funcionária do estabelecimento, e sim uma cliente. Ela disse ainda ter se sentido “humilhada” e que não recebeu qualquer tipo de apoio por parte da pousada.

Macedo ainda afirmou que, ao prestar queixa na delegacia, foi insultada por uma policial civil, que teria questionado a cor de sua pele – motivo que desqualificaria injúria racial.

Em 2020, logo após o episódio ganhar projeção, Sonza negou as acusações: “Gente, tudo isso é mentira! Eu jamais teria esse tipo de atitude. Vocês me conhecem bem, sabem qual é meu caráter, minha índole. Eu jamais ofenderia outra pessoa por conta da cor da sua pele. Jamais! Essa acusação é absurda”, escreveu em seu Twitter.

Comentários

Topo