Menu Papel POP
(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

Rosalía fala e canta em português, faz carão debochado e público surta em primeiro show no Brasil

A “MOTOMAMI World Tour“ deu as caras no Brasil, na noite de segunda-feira (22), no Espaço UNIMED, em São Paulo. Rosalía pisou em território nacional muito mais cedo do que esperávamos, já que a cantora até agora só havia passado por Espanha e México, um trajeto diferente do que as divas pop costumam fazer.

Com um show que trouxe todas as faixas de seu último álbum, os sucessos do disco anterior e as principais parcerias, a cantora deixou os fãs e admiradores muito bem servidos ao subir num palco que foi feito para mostrar como ela é uma estrela.

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

Chegando coberta por seus dançarinos, Rosalía é revelada usando um capacete de motoqueira com chifres brilhantes e começou com o principal hit da era “Motomami” (2022), “Saoko”, e emendou com a envolvente “Candy”.

Logo de cara, já é possível perceber todos os elementos que fazem deste show algo belo de se ver: a expressão corporal de Rosalía, que domina cada centímetro do palco; as coreografias dos dançarinos, que se envolvem com a cantora e se transformam em elementos do palco (já que a espanhola não faz uso de nenhum objeto em cena); e, claro, a voz inconfundível da artista, que fica ainda melhor ao vivo.

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

Todo mundo estava na expectativa de “Bizcochito”, a terceira música do show, por conta do carão debochado e expressivo que viralizou na internet, no últimos tempos. E teve, sim! Porém, com uma surpresa bem brasileira.

Rosalía soltou a expressão “abafa”, um dos memes em voga, criado por Vivi do Abafa. Bem a cara do tom esnobe que a espanhola faz nesse mesmo momento em outros shows, né? Outro momento bem nacional aconteceu um pouco depois.

Ao conversar com o público e arriscar um pouco de português, Rosalía revelou que a cantora Elis Regina, falecida em 1982, é sua grande inspiração artística, assim como a Bossa Nova brasileira. “Uma motomami que fala português. Obrigada por me darem tanto amor!”, disse a compositora. Neste momento, ela cantou, ainda, “Águas de Março”, da própria Elis, e “Você Vai Ver”, de Tom Jobim. Assista este momento abaixo:

O show seguiu com Rosalía entregando um pouco do álbum “El Mal Querer” (2018), com “De Aqui No Sales”, e seguiu com as faixas do “Motomami”. Destaque para o rápido momento em que a cantora canta a faixa-título montada numa moto que é simplesmente formada por vários dançarinos! Mais um exemplo de como eles servem como elementos de cenário, igual contamos lá em cima, e da grandiosidade criativa de Rosalía.

Porém, algo que também chama a atenção é como o show é transmitido no telão: em todo o momento, uma câmera segue a cantora e até é guiada pela própria. O que causa para quem assiste é a sensação de estar ali no meio do palco, acompanhando tudo. É quase como se a performance inteira fosse um clipe ou estivesse pronta para ser lançada numa edição ao vivo. Às vezes, atrapalha quem está vendo? Sim. Mas o resultado é bem interessante e diferente.

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

Ao cantar “Hentai”, Rosalía assume o piano e tem como plano de fundo um belo bosque. É uma das mais românticas (e safadas) do disco, então, nada mais justo que um clima intimista, né? Mas aqui, Rosalía ficou surpresa ao ver milhares de pessoas cantando a faixa inteira e deixou o público soltar a voz, enquanto apenas tocava o piano. Ao chegar em “abcdefg”, o abecedário do disco de 2022, a cantora mudou a letra e cantou o P, para falar de pão de queijo (ela ficou viciada!), e o S, para expressar o quanto estava amando São Paulo.

O medley de reggaeton foi um dos melhores momentos do show. Rosalía mostrou a força que tem com grandes parcerias, como “Relación”, “TKN” e “YO X TI, TU X MI”. Ela, ainda, arriscou um quadradinho ao vivo e terminou o bloco do show com o hit orgânico, “Despechá“. Óbvio que todo mundo surtou, né? A música foi acompanhada de vários rostos brasileiros conhecidos no palco, entre eles, a cantora Majur.

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

(Foto: Felipe Dantas/Papelpop)

Da metade para o final do show, Rosalía começou a se despedir antes de começar “Con Altura” e prometeu voltar ao Brasil muito em breve. Após apresentar o hit, que detém bilhões de visualizações, a cantora retornou para fechar a noite grandiosamente com a tríade “Chicken Teriyaki”, “Sakura” e “CUUUUuuuuuute”.

Antes do fim, Rosalía dançou sozinha com um dos dançarinos por um motivo especial: Eddy Soares é brasileiro e acompanha a cantora durante toda a turnê e também está nos clipes da era “Motomami”. Nada melhor do que enaltecer ele na terra natal, né?

Que noite! A “Motomami Tour” passou no Brasil para mostrar o quanto Rosalía é uma performer completa. Exala energia, criatividade e carisma no palco. Canta ao vivo de forma tocante e mostra que dá para fazer um show com muito entretenimento, usando apenas o próprio talento e um belo time de dançarinos.

Comentários

Topo