Menu Papel POP
Foto: Reprodução/Divulgação

Madonna comenta empoderamento sexual de Billie Eilish: “Se fosse um homem, ninguém diria uma palavra”

À revista ELLE, Madonna defendeu Billie Eilish de ataques em relação ao próprio empoderamento sexual. Em um breve depoimento divulgado nesta quinta-feira (23), a veterana repassou o contexto social em que vivemos, reafirmando a vigência de um caráter sexista que “categoriza mulheres”.

“Ou você está na categoria das virgens ou está na das putas”, escreveu. “Billie começou sendo rotulada em uma categoria não sexualizada, que não agradava às massas, sem usar sua sexualidade de qualquer forma, algo que é uma escolha pessoal. Deus a abençoe por isso – afinal, ela foi uma adolescente todo esse tempo”.

A rainha também questionou o fato de que Eilish, hoje com 19 anos, possa ser punida por querer tirar fotos em que é retratada como “uma mulher feminina, exibindo seu corpo de formas que não fez no passado”.

“As mulheres devem ser capazes de se retratar da maneira que quiserem”, disse. “Se Billie fosse um homem, ninguém diria uma palavra. Um homem pode aparecer vestido de terno e gravata durante os primeiros três anos de sua carreira e, no mês seguinte, ele poderia estar vestido como Prince ou Mick Jagger, sem camisa, usando delineador e ninguém diria uma palavra”.

Na entrevista que deu à repórter Molly Lambert, a cantora aborda de diferentes formas seu amadurecimento diante das câmeras. Leia mais no link.

Comentários

Topo