Menu Papel POP
"The Crown" já está na quarta temporada (Reprodução)

“The Crown”: secretário de cultura do Reino Unido exige que Netflix coloque aviso de “ficção” na série

Segundo informações divulgadas pela revista Variety neste domingo (29), o governo britânico quer que a Netflix notifique a audiência de “The Crown” de que a série se trata de uma ficção e não de histórias reais. O secretário de cultura do Reino Unido, Oliver Dowden, requisitou que o streaming coloque um aviso para que ninguém pense que a trama apresenta fatos.

Em entrevista ao site Daily Mail, Dowden disse: “É uma obra de ficção lindamente produzida, então, como acontece com outras produções de TV, a Netflix deve ser muito clara no início que é apenas isso. Sem isso, temo que uma geração de espectadores que não viveu esses eventos possa confundir ficção com fato”.

A expectativa agora é que Dowden faça um pedido formal à Netflix para a inclusão de um rótulo ao início de cada episódio. As demandas dele foram estimuladas por preocupações com danos permanentes à imagem da monarquia britânica.

Charles Spencer, irmão de Diana, disse em entrevista na quarta-feira que ele também acredita que uma declaração de isenção de responsabilidade é necessária. “Ajudaria muito a série se, no início de cada episódio, afirmasse que ‘isso não é verdade, mas é baseado em alguns eventos reais’. Porque, então, todos entenderiam que é um drama criado porque a série é de drama”.

Recentemente, o ator Josh O’Connor afirmou ter ficado chocado com o nível de aprofundamento de pesquisa investido na criação das narrativas. Ele disse ainda que, quando começou a interpretar o príncipe Charles, recebeu uma equipe de cinco pesquisadores prontos para ajudá-lo com qualquer dúvida.

As quatro temporadas de “The Crown” estão disponíveis no catálogo da Netflix.

Comentários

Topo