Menu Papel POP
Elisabeth Moss em "The Handmaid's Tale" (Reprodução)

Elisabeth Moss discute se o final de “The Handmaid’s Tale” será feliz: “Depende”

Quem vê ou já viu “The Handmaid’s Tale” sabe que a série mostra um sistema misógino e opressor contra as mulheres, que são tratadas como propriedade do Estado. Há várias situações trágicas e sofridas, quase extinguindo a possibilidade do telespectador pensar em um fim no qual tudo dá certo.

Em entrevista recente ao jornal The Sunday Times, Elisabeth Moss respondeu se o programa, enfim, terá um “final feliz”: “Depende do que você define como feliz”, disse.

Ela acrescentou que tem “uma ideia de onde poderia terminar”, bem como algumas “surpresas na quarta temporada sobre aonde vamos levar a série”. Continuou:

“Não queremos continuar fazendo a mesma coisa. Você não pode simplesmente manter June neste lugar onde ela é torturada o tempo todo. É entediante.”

A atriz também relatou que conversou com Margaret Atwood, a autora do livro que inspirou a série, sobre o sinal de que a sociedade já caminha para um regime semelhante à fictícia Gilead. “Quando você perde o direito de protestar, está realmente em apuros. É quando a constituição não existe mais.”

As gravações da quarta temporada foram retomadas após a paralisação causada pelo surto do coronavírus e, recentemente, foi anunciado que McKenna Grace entrou ao elenco.

As três temporadas estão disponíveis no GloboPlay e a nova leva de episódios deve chegar em 2021.

Confira o teaser do 4º ano:

Comentários

Topo