Menu Papel POP
Kanye West e Taylor Swift em cerimônia do Grammy (Getty Imagens)

Kanye West diz que vai requerer liberação de gravações originais para Taylor Swift

Nesta sexta-feira (18) ganhamos mais um capítulo da história conturbada entre Kanye West e Taylor Swift. Após ser banido do Twitter por 12 horas por compartilhar o número de telefone do editor da revista Forbes em protesto, o rapper afirmou que pretende requerer a liberação das gravações originais de Taylor Swift.

Para isso, deve se encontrar pessoalmente com Scooter Braun.

“Eu vou requerer pessoalmente que Taylor Swift tenha suas gravações originais de volta. Scooter é um amigo próximo da minha família”

Dias atrás, mais precisamente na última quarta-feira (16), o cantor fez uma série de tweets em que critica a indústria da música. Nas postagens, ele protestou contra os contratos com as gravadoras, os quais levam os artistas a perderem os direitos sobre as músicas criadas por eles.

“90% dos contratos de gravação no planeta ainda estão em royalties. Um contrato de gravação padrão é uma armadilha para NUNCA recuperá-lo e há todos esses custos ocultos como as “taxas de distribuição” que muitas gravadoras colocam em seus contratos para ganhar ainda mais dinheiro em cima do nosso trabalho, mesmo sem tentar.”

 

“Nós vamos trazer a indústria da música inteira para o século 21”

Taylor Swift X Kanye West

A treta envolvendo Taylor Swift, Kanye West e Scooter Braun é de longa data. O mais recente capítulo teve início em meados de 2019, quando Braun adquiriu a gravadora Big Machine Label Group, passando a deter as gravações originais dos seis primeiros álbuns da artista. A ação fez com que ela se manifestasse publicamente contra o acordo e tentasse comprar de volta os direitos sobre “Taylor Swift”, “Fearless”, “Speak Now”, “Red”, “1989” e “reputation”.

A compra, entretanto, não foi bem-sucedida e uma petição online encorajou Taylor a regravar todos os álbuns.

https://taylorswift.tumblr.com/post/185958366550/for-years-i-asked-pleaded-for-a-chance-to-own-my

Na declaração publicada por Swift no Tumblr, ela afirma, entre outras coisas, que o empresário se uniu a West em uma tentativa de sabotagem.

“Tudo que eu consegui pensar foi no bullying incessante e manipulador que eu recebi dele por anos. Como quando Kim Kardashian orquestrou o vazamento de um trecho de uma gravação ilegal e Scooter e dois de seus clientes fizeram bullying online comigo. Ou quando seu cliente, Kanye West, organizou um clipe de revenge porn que me coloca de corpo nu. Agora Scooter me despiu de uma vida de trabalhos, que eu não tive a oportunidade de comprar. Essencialmente, meu legado musical está prestes a ficar na mão de alguém que tentou arruína-lo”.

Será que vem reconciliação por aí?

Comentários

Topo