Menu Papel POP

Kelly Rowland comenta comparações com Beyoncé: “Eu me torturava na minha cabeça”

Kelly Rowland discutiu abertamente como se sentia ao ser constantemente comparada a Beyoncé durante o tempo que estavam no Destiny’s Child. Durante um episódio recente do “The Voice Australia”, a artista comentou a experiência na girl band, que se separou em 2006.

Enquanto aconselhava o concorrente Chris Sebastian a lidar com os medos de ser ofuscado pelo irmão mais velho, Rowland lembrou a própria experiência:

“Eu conheço esse sentimento… você pode imaginar como é estar em um grupo com Beyoncé?”, riu. “Eu apenas me torturava na minha cabeça. Tipo, ‘eu não posso usar esse vestido porque eles vão dizer que é como a B’ ou ‘eu não posso ter uma música assim porque soa muito como a B.’ Eles vão comparar de qualquer maneira”.

Rowland continuou: “Eu mentiria se dissesse que não, que isso nunca me incomodou – isso é besteira. Isso aconteceu numa década inteira, se eu estou sendo completamente honesta, uma década, na qual era como o elefante na sala. Era o que estaria constantemente no meu ombro”, terminou.

Vale lembrar que há um rumor circulando de que Destiny’s Child pode fazer uma reunião após a pandemia da Covid-19.

Formado nos anos 1990, este foi um dos grupos de pop e R&B mais famosos da história recente da música. No total, o trio vendeu 60 milhões de discos e emplacou hits como “Say My Name”, “Survivor” e “Jumpin’, Jumpin’”.

A última vez em que elas estiveram juntas após o fim, em 2005, foi no Beychella, em 2018.

Comentários

Topo