Menu Papel POP

Katy Perry recorre na Justiça após sentença de plágio por “Dark Horse”

Mais um capítulo da treta! Vocês se lembram daquele processo que Katy Perry se envolveu por conta de um suposto plágio em “Dark Horse”? Pois bem. Em julho deste ano, a cantora havia perdido na justiça de Los Angeles. Ficou definido que a canção é uma cópia indevida do rap cristão “Joyful Noise”. Por conta disso, U$2,7 milhões de dólares deveriam ser pagos ao rapper Flame.

Contudo, Katy e os envolvidos ainda tinham chance de recorrer da decisão. E segundo o site CMU nesta sexta-feira (11), a cantora fez isso mesmo. De acordo com documentos apresentados pela defesa da americana nesta semana, os advogados reiteraram vários dos argumentos anteriores.

Os arquivos afirmam que as supostas semelhanças são somente “elementos indiscutivelmente comuns” e que Flame e seus colaboradores não possuem um registro de direitos autorais para a batida sendo julgada. Além disso, a defesa da artista argumenta que Flame não conseguiu provar que ela, e seus colaboradores, tiveram acesso a “Joyful Noise” antes de lançarem o hit.

Eles também protestam contra a decisão monetária. O cálculo feito para se chegar no valor de indenização foi baseado em 22,5% do lucro líquido obtido por cada réu de “Dark Horse. Porém, eles discordam do montante final de U$2,7 milhões de dólares.

Vamos ver como isso vai acabar!

Comentários

Topo