Menu Papel POP

Anitta fala sobre sua biografia não autorizada, “Furacão Anitta”

MAIS SOBRE:

Hoje (30), o livro “Furacão Anitta” foi oficialmente lançado. Escrito por Leo Dias, a biografia não autorizada da cantora brasileira “vazou” na madrugada de quarta-feira (27), gerando diversos comentários sobre a publicação. Agora, foi a vez da própria Anitta falar sobre o assunto.

Pelo Instagram, a cantora fez uma série de esclarecimentos nesta sexta-feira (29). “Sobre a Biografia do Leo, ela realmente não é autorizada, eu não faço parte dela. Eu não ganho nem um centavo com esse livro, eu nada tenho a ver com ele. O que acontece é que, desde sempre, minha postura como artista é respeitar o papel de cada um, o trabalho de cada um”, disse.

A cantora chegou a confirmar que conversou sim com o autor durante o processo de escrita, mas exigindo que os dois lados da história fossem escutados. “Ele falou comigo que queria fazer muito uma biografia minha, que ele admira muito meu trabalho, como ele admira de várias outras cantoras, também. Foi no meio da madrugada e eu pensei, ‘tá doido’, né? No momento eu falei, ‘é claro, vai lá’. Eu achei que depois ele ia esquecer, que era só uma ideia passageira. Menino, ele não esqueceu, seguiu fazendo.”

E não foi só Anitta que conversou com Leo Dias, pessoas próximas à artista também deram seus depoimentos, o motivo seria deixar a publicação o mais real possível. “Quando ele me disse que tava decidido sobre a biografia e começou a fuçar coisas da minha vida […] O que eu pensei? A melhor situação de todas é que eu permita que as pessoas que saibam da minha história também falem com ele. Toda história tem dois lados da moeda, tem o lado de todas as pessoas que viveram aquela história. Então, eu decidi, por mim mesma, que eu permitiria. […] Estrategicamente falando, é muito melhor que ele tenha o meu lado, independente de ser bom ou ruim”, explicou.

Ela também afirmou que deixou as pessoas livres para falarem o que quisessem com o jornalista. “Contanto que seja verdade, eu não me importo.”

Vocês acreditam que ela até ganhou o livro de presente de aniversário do próprio autor? “Eu ainda não li, ele é tão engraçadinho que me deu de presente de aniversário a biografia. Ele criou um caos e me deu de presente. Está na minha mala. Algumas partes eu tinha visto, porque eu pedi pra ele pra dar a minha versão das coisas. [..] Eu jamais vou mentir que não falei sobre ele com isso, falei sim”, falou.

“Furacão Anitta”, além de contar a carreira da cantora, tem um foco pesado em cima das polêmicas em que a artista se envolveu, como sua apresentação com Iggy Azalea nos Estados Unidos, e o processo de anos que aconteceu com a ex-empresária de Anitta, Kamilla Fialho. E sobre algumas dessas polêmicas a cantora teve posicionamento forte.

“Um trecho que eu li, que eu fiquei meio estranha, que fala com a relação da família, questão que eu já resolvi. […] E aí entra a situação da minha ex-empresária e o pessoal da Furacão. Eu nunca deixei de falar com a Priscila Nocetti, da Furacão, ela era uma fã assumida, desde a época que eu tava lá. Nunca deixei de falar, embora tivessem os problemas e rolaram briguinhas, que acontece e depois resolve. […] Foi até um pouco difícil explicar pra minha família a decisão que eu tinha tomado de convidar minha ex-empresária para a festa, porque eu queria muito mostrar que as coisas acontecem”, disse.

“Quando convidei a empresária, eu fui sincera… Eu falei, olha, ‘aconteceu, sim’, mas eu gostaria de passar uma borracha para que as pessoas entendam que dá pra superar, as pessoas não precisam estar em guerra. Essa é a minha vontade, dentro, eu tenho essa coisa”, complementou. Atitude louvável da cantora. Parabéns, Anitta.

Para finalizar, a artista disse que ainda não leu o livro inteiro, mas “os poucos pedaços que eu vi, estão bem coerentes com a realidade.”

Bom, aí está, finalmente, o posicionamento de Anitta sobre toda essa história. O livro “Furacão Anitta” já está à venda nas livrarias do país.

Comentários

Topo