Menu Papel POP

Uma Thurman só volta a trabalhar com Tarantino se ele fizer uma ótima personagem pra ela

Em fevereiro, Uma Thurman revelou detalhes sobre certo momento abusivo de Quentin Tarantino durante as gravações de “Kill Bill” que resultou num acidente grave. Agora, ela deixa bem claro à EW que essas coisas não passaram por cima de 25 anos de trabalho e que os dois não estão brigados hoje.

“Nós brigamos ao longo dos anos. Quando você conhece alguém por 25 anos como o conheci… tivemos algumas tragédias? Claro. Mas não podemos reduzir esse tipo de história e legado”. disse.

Ela fala de quando Quentin Tarantino a pressionou para gravar uma cena dirigindo em “Kill Bill”. O carro não estava em melhor estado e isso deu num acidente que fez Thurman ter dores crônicas até hoje no pescoço.

Eu tenho um pescoço ruim? Sim. Fiquei brava pela forma como isso foi tratado e eu fui tratada? Sim. Mas isso significa que eu não me importo mais com alguém com quem passei 25 anos? Não! Minha capacidade de perdoar existe. O acidente foi errado, mas tentei explicar que o ambiente gerado por isso tudo foi o que mais que assombrou.

Quando questionada se ela trabalharia com ele de novo, ela diz “Se ele criar uma ótima personagem! Eu entendo ele, então se ele fizer uma ótima personagem e estivermos os dois numa situação favorável, isso seria algo”.

Quem sabe “Kill Bill Vo. 3” sai um dia né? A atriz estreia em breve “The Con is On”, filme com Sofia Vergara.

Comentários

Topo