Menu Papel POP

Bruno Mars é o grande vencedor do Grammy 2018; confira tudo o que rolou

O Grammy 2018 aconteceu na noite deste domingo (28), e o grande vencedor foi Bruno Mars, que levou para casa todos os seis prêmios aos quais estava indicado, incluindo álbum do ano (“24K Magic”), gravação do ano (“24K Magic”), e canção do ano (“That’s What I Like”).

Bruno Mars entrou para o seleto grupo de artistas que conquistaram as três principais categorias do Grammy em um único ano. Quem já conseguiu este feito foi Adele (duas vezes), Carole King, Eric Clapton, Paul Simon, Christopher Cross, e Dixie Chicks.

O cantor ainda conseguiu levar o prêmio de álbum do ano por dois anos seguintes. No ano passado, ele também estava entre os agraciados com o troféu de “25”, da Adele, já que faz parte da equipe de produtores.

Bruno Mars também carrega para casa os gramofones dourados de melhor álbum R&B, e melhor performance e canção R&B.

Entre outros grandes vencedores da noite está Kendrick Lamar, que levou para casa os troféus de melhor álbum de rap, melhor canção, colaboração, e performance de rap.

Alessia Cara foi eleita a melhor artista revelação, sendo praticamente a única mulher a ganhar um prêmio de mais destaque nesta edição.

Mas o que todo mundo queria ver nessa noite eram as grandes performances! Kendrick Lamar arrasou abrindo o show com uma performance política com participação de Bono e Dave Chappelle.

Ao receber o prêmio de melhor álbum de rap, Kendrick ainda berrou: “JAY-Z para presidente!” Já pensou se o Mr. Carter resolveu disputar a Casa Branca também?

Lady Gaga apareceu toda gótica trevosa no tapete vermelho, mas depois surgiu toda angelical para uma performance linda em homenagem à sua tia Joanne.

E este momento que rolou no tapete vermelho? Quando o E! foi entrevistar a Cardi B., ela disse que estava bem nervosa, como se estivesse com borboletas no estômago e na vagina!

LOL I'm still not over this, Cardi B!

Posted by BuzzFeed on Sunday, January 28, 2018

A cantora ainda dividiu o palco com o grande vencedor da noite, Bruno Mars, para uma das performances mais divertidas da noite, com a música “Finesse”

Ed Sheeran, que teve um dos álbuns de maior sucesso comercial de 2017, ganhou o prêmio de melhor performance pop solo com “Shape of You”, a música que ninguém conseguia parar de ouvir no começo do ano passado.

O britânico, que nem estava no evento para pegar o prêmio, superou as grandes divas pop Kelly Clarkson, P!nk, Kesha, e Lady Gaga, o que deixou alguns fãs inconformados.

A P!nk desta vez não se pendurou em lugar nenhum!

A cantora fez uma apresentação bem simples, com uma roupa bem casual, acompanhada apenas de uma intérprete de libras.

Ela mostrou que menos é mais e foi fantástica.

Tivemos também o retorno de Rihanna ao palco do Grammy. Ela não se apresentava na premiação desde 2015.

Olha esse encontro fofo que aconteceu nos bastidores: a filhinha da P!nk super alegre por ganhar um abraço de RiRi. A gente também quer uma foto assim!

A apresentação mais forte e emocionante da noite foi a de Kesha.

A cantora foi apresentada por Janelle Monaé, que falou sobre os casos de assédio, que não estão apenas em Hollywood, ou em Washington, mas também na indústria musical, e pediu pelo fim dos abusos, igualdade de gênero e equidade salarial.

Kesha então cantou “Praying” acompanhada de um grande time de mulheres, incluindo Cyndi Lauper, Camila Cabello, Julia Michaels, Andra Day e Bebe Rexha. Foi lindo!

Assim como aconteceu no Globo de Ouro, que as mulheres usaram preto como forma de protesto, muitos artistas trouxeram rosas brancas para o Grammy, em prol do movimento “Me Too”, que luta contra o assédio.

Logic também fez uma apresentação junto com Alessia Cara e Khalid, pedindo por união e respeito, em um discurso improvisado ali na hora já que essa parte não estava nos ensaios.

Sabe quem também ganhou um Grammy neste ano? Carrie Fisher! A atriz que morreu no fim de 2016 venceu a categoria de melhor audiolivro, por narrar a sua própria biografia “Memórias da princesa: Os diários de Carrie Fisher”!

Falando em audiolivro, uma das poucas piadas boas de James Corden como apresentador foi quando ele convidou vários artistas para um teste de narração do livro “Fire and Fury”, que se tornou uma sensação nos Estados Unidos por expor alguns detalhes dos bastidores do governo de Donald Trump.

Se liga no vídeo abaixo com participações de Cher, Snoop Dogg, DJ Khaled, Cardi B, e também Hillary Clinton!

Quem roubou a atenção mais uma vez foi a pequena Blue Ivy, sentadinha na plateia com o papai JAY-Z e a mamãe Beyoncé. Imagina quando os gêmeos forem nestes eventos também.

Confira os principais vencedores abaixo:

ÁLBUM DO ANO
24K Magic – Bruno Mars

GRAVAÇÃO DO ANO
24K Magic – Bruno Mars

MÚSICA DO ANO
That’s What I Like — Bruno Mars (Christopher Brody Brown, James Fauntleroy, Philip Lawrence, Bruno Mars, Ray Charles McCullough II, Jeremy Reeves, Ray Romulus & Jonathan Yip)

MELHOR ARTISTA REVELAÇÃO
Alessia Cara

MELHOR PERFORMANCE POP SOLO
Shape Of You — Ed Sheeran

MELHOR PERFORMANCE POP DE DUO OU GRUPO
Feel It Still — Portugal. The Man

MELHOR ÁLBUM VOCAL POP
÷ (Divide) — Ed Sheeran

MELHOR PERFORMANCE DE R&B
That’s What I Like — Bruno Mars

MELHOR MÚSICA DE R&B
That’s What I Like — Bruno Mars

MELHOR ÁLBUM R&B
24K Magic — Bruno Mars

MELHOR ÁLBUM URBAN CONTEMPORÂNEO
Starboy — The Weeknd

MELHOR PERFORMANCE DE RAP
HUMBLE. — Kendrick Lamar

MELHOR MÚSICA DE RAP
HUMBLE. — Kendrick Lamar

MELHOR PERFORMANCE DE RAP/SUNG
LOYALTY. — Kendrick Lamar Featuring Rihanna

MELHOR ÁLBUM DE RAP
DAMN. — Kendrick Lamar

MELHOR ÁLBUM DE ROCK
A Deeper Understanding — The War On Drugs

MELHOR MÚSICA DE ROCK
Run – Foo Fighters

MELHOR ÁLBUM POP LATINO
El Dorado – Shakira

MELHOR CLIPE
HUMBLE. – Kendrick Lamar

MELHOR CANÇÃO PARA MÍDIA VISUAL
How Far I’ll Go – Moana (Lin-Manuel Miranda)

A lista completa dos vencedores está disponível no site do Grammy.

Comentários

Topo