Menu Papel POP
Foto: Reprodução

Christian Bale define atuação em estúdio de tela verde da Marvel como algo “monótono”

Em entrevista á GQ, Christian Bale afirmou que atuar nos estúdios de tela verde da Marvel foi “monótono”. Ele fez sua estreia no MCU em “Thor: Amor e Trovão” (2022), interpretando o vilão Gorr, O Carniceiro dos Deuses. [Via Variety].  

Mais conhecido por seu trabalho na trilogia do Batman de Christopher Nolan e em produções como “Psicopata Americano” (2000) e “Trapaça” (2013), o ator contou que aceitou participar do projeto pois gostou de “Thor: Ragnarok” (2017) e achou Gorr um personagem “intrigante”. 

“Foi a primeira vez que fiz isso”, disse Bale sobre a atuação em tela verde. “Quero dizer, a definição disso é monotonia. Você tem gente boa. Você tem outros atores que são muito mais experientes nisso do que eu. Você consegue diferenciar um dia do outro? Não. Absolutamente não”, apontou. 

“Você não tem ideia do que fazer. Eu não conseguia nem diferenciar um Palco do outro. Eles ficavam dizendo: ‘Você está no Palco Três.’ Bem, é como: ‘Qual é esse?’, ‘O azul’. Eles estão tipo: ‘Sim. Mas você está no Palco Sete.’ ‘Qual é esse?’, ‘O azul.’ Eu fiquei tipo: ‘Uh, onde?’”, lembrou o ator. 

Conhecido por adotar métodos diferenciados de atuação para cada um de seus personagens, Bale afirmou que, dessa vez, não fez nenhum esforço para permanecer dentro do personagem entre as filmagens. 

“Teria sido uma tentativa lamentável de fazer isso”, disse ele. “Enquanto estou tentando obter ajuda para colocar e tirar as presas e explicar que quebrei uma unha ou estou tropeçando na túnica”, avaliou.  

Comentários

Topo