Menu Papel POP
Foto: Divulgação

Björk dedica nova música à mãe; assista ao fantástico clipe de “ancestress”

Disponível desde a madrugada desta quinta-feira (22) em todos os tocadores, a faixa “ancestress” parece ser a última amostra do disco “fossora”, o novo trabalho de Björk, antes da estreia prevista para o dia 30.

Neste novo capítulo, a artista expande a narrativa que já vinha traçando desde o início deste mês a partir da criação de um novo universo fantástico a partir de uma letra que é também uma carta a sua mãe.

“Escrevi duas músicas pra ela. A primeira, ‘ancestress’, surgiu logo após seu funeral e é provavelmente uma reação comum de qualquer músico. O impulso de querer contar sua versão da história logo depois”, escreveu. “O primeiro verso é a minha infância e só recentemente é que descobri que esta música, é bastante provável, está inspirada por uma canção clássica islandesa chamada ‘grafskrift’, que possui uma letra bastante patriarcal”.

A cantora também disse que seu intuito foi resgatar uma perspectiva mais feminina nos quesitos biológico e emocional. Sua visão a respeito dos funerais, que tangem o tema da composição, também foi exposta na carta de apresentação.

“Por 20 anos eu não fui capaz de ir a funerais porque algo neles me incomodava. Possivelmente, uma grande parte disso me ocorreu depois de ter vivido uma vida entre mil shows, eu, provavelmente, tenho ideias muito fortes sobre como um ritual deve ser, que tipo de som, estrutura musical, palavras… Demorei todo esse tempo para descobrir que para mim todos os funerais deveriam ser ao ar livre. Provavelmente, o que mais me ofendeu foi como alguém pode libertar um espírito em um ambiente tão claustrofóbico como uma igreja? Quando a alma parte, ela precisa estar do lado de fora para que haja espaço para o quão enorme ela se torna quando se funde com os elementos”.

Assista!

Comentários

Topo