Menu Papel POP
(Reprodução)

Brasil no Oscar 2023? Saiba quais são os filmes pré-selecionados para representar o país na premiação

MAIS SOBRE:

Na manhã desta desta terça-feira (30), a Academia Brasileira de Cinema e Artes Audiovisuais anunciou a lista com os seis filmes pré-selecionados para representar o Brasil na categoria de Melhor Filme Internacional na 95ª edição do Oscar.

Dentre os 28 títulos habilitados a concorrer à vaga, os escolhidos foram: “A Mãe”, de Cristiano Burlan; “A Viagem De Pedro”, de c; “Carvão”, de Carolina Markowicz; “Marte Um”, de Gabriel Martins; “Pacificado”, de Paxton Winters; e “Paloma”, de Marcelo Gomes.

Esta é a primeira vez em que a votação em realizada em dois turnos.  Com 19 membros na Comissão de Seleção, a decisão final do representante brasileiro acontece no próximo dia 5 de setembro.

Conheça as seis produções escolhidas:

 

“A Mãe”, de Cristiano Burlan

Maria, uma mãe solo que vive na periferia de São Paulo, volta para casa à noite e não encontra seu filho adolescente. Depois de uma busca ininterrupta pela vizinhança, ela começa a ameaçar a tranquilidade dos traficantes locais que decidem contar que o garoto foi assassinado pela polícia. Incrédula, ela começa uma busca vertiginosa pela verdade.

 

“A Viagem de Pedro”, de Laís Bodanzky

Em 1831, durante a travessia do Atlântico em uma fragata inglesa rumo à Europa, Pedro, o ex-imperador do Brasil, busca forças físicas e emocionais para enfrentar seu irmão, que usurpou seu reino em Portugal. Pedro se vê doente e inseguro. Ele entra na embarcação em busca de um lugar e também em busca de si mesmo.

 

“Carvão”, Carolina Markowicz

No interior do Brasil, uma família que se esforça para cuidar de seu patriarca tem suas vidas mudadas quando uma enfermeira oferece um acordo diabólico: colocar o mais velho da família para descansar e hospedar um traficante argentino que precisa urgentemente de um lugar para se esconder.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

“Marte Um”, de Gabriel Martins

Uma família negra da periferia de Contagem, Minas Gerais, busca seguir seus sonhos em um país que acaba de eleger como presidente um homem de extrema-direita, que representa o contrário de tudo que eles são.

“Pacificado”, de Paxton Winters

Tati, uma introspectiva garota de 13 anos, tenta se conectar com seu pai, Jaca, depois que ele é libertado da prisão. Enquanto a polícia pacificadora luta para manter a ocupação nas favelas do Rio, Tati e Jaca enfrentam as forças conflitantes que ameaçam destruir sua esperança para o futuro.

 

“Paloma”, de Marcelo Gomes

Paloma é uma mulher trans que está decidida a realizar seu maior sonho: um casamento tradicional, na igreja, com o seu namorado Zé. Ela trabalha duro como agricultora numa plantação de mamão, e está economizando para pagar a festa. A recusa do padre em aceitar seu pedido obrigará Paloma a enfrentar a sociedade rural.

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Comentários

Topo