Menu Papel POP
Reprodução

Tom Hanks afirma que, atualmente, um ator heterossexual não poderia fazer o papel gay de “Filadélfia”: “E com razão”

MAIS SOBRE:

Em entrevista ao The New York Times Magazine, Tom Hanks falou sobre como, atualmente, um ator heterossexual, incluindo ele, não seria capaz de interpretar um personagem abertamente gay em “Filadélfia”. Ele recebeu seu primeiro Oscar – e um Globo de Ouro – de Melhor Ator por sua performance no filme, lançado em 1993, onde deu vida à um homem gay com HIV que é discriminado no trabalho.

Quase 30 anos se passaram e, para o ator, não é mais aceitável que profissionais heterossexuais ocupem o espaço de pessoas da comunidade LGBTQIA+ em papeis criados para elas. 

“Vamos abordar: ‘um homem heterossexual poderia fazer o que eu fiz em ‘Philadelphia’ agora?’ Não, e com razão”, disse Hanks à revista. “O ponto principal de ‘Philadelphia’ era não ter medo. Uma das razões pelas quais as pessoas não tinham medo desse filme é que eu estava interpretando um homem gay. Estamos além disso agora e eu não acho que as pessoas aceitariam a inautenticidade de um cara hetero interpretando um cara gay.” 

Ele acrescenta que não é um “crime” que alguém exija mais de um filme moderno quando se diz respeito à veracidade do que está sendo retratado na tela. 

Vale destacar que Hanks também recebeu o Oscar de Melhor Ator por seu trabalho em “Forrest Gump – O Contador de Histórias” (1994) e foi indicado outras quatro vezes. Um dos maiores atores de Hollywood, ele é reconhecido mundialmente por participar de grandes produções como “O Resgate do Soldado Ryan” (1999), “À Espera de um Milagre” (1999), “Náufrago” (2001), “O Código Da Vinci” (2006) e muitas outras. 

Ele estará presente na cinebiografia “Elvis” como Tom Parker, o empresário do Rei do Rock. O longa promete examinar a vida e música de Elvis Presley, interpretado pro Austin Butler, através da ótica de seu relacionamento complicado com Parker. A estreia nos cinemas brasileiros acontece no próximo dia 14 de julho. 

Comentários

Topo