Menu Papel POP
Fotos: Divulgação

Nicole Kidman, Zac Efron e Joey King vão estrelar nova comédia romântica da Netflix

Nesta terça-feira (14), a Netflix anunciou que Nicole Kidman, Zac Efron e Joey King serão as estrelas de sua nova comédia romântica. Com direção de Richard LaGravenese, de “Escritores da Liberdade” (2007) e “P.S. Eu te Amo” (2007), o filme ainda não tem título nem data para estrear no streaming. 

A novidade foi divulgada pela plataforma por meio de suas redes sociais. “Um romance surpreendente dá início a consequências cômicas para uma jovem, sua mãe e seu chefe estrela de cinema enquanto enfrentam as complicações do amor, sexo e identidade”, diz a legenda da publicação, dando uma pequena prévia do enredo. 

Confira: 

De acordo com o Deadline, LaGravenese escreveu o roteiro ao lado de Carrie Solomon, enquanto Joe Roth, Jeff Kirschenbaum e Alyssa Altman produzem para Roth/Kirschenbaum Films. O longa deve começar a ser rodado ainda este ano. 

O filme vai marcar o retorno de Kidman às comédias românticas, após participar recentemente dos dramáticos “O Homem do Norte” (2022) e “Apresentando os Ricardos” (2021), que lhe rendeu uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz. Vale lembrar que ela já ganhou um prêmio nesta categoria por sua performance em “As Horas” (2002), e é reconhecida por ter participado de grandes produções como “Moulin Rouge: Amor em Vermelho” (2001), “A Feiticeira (2005), “A Bússola De Ouro” (2007), “Big Little Lies”, “Aquaman” (2018) e muitas outras. 

Zac Efron, por sua vez, é mais conhecido por ter interpretado Troy Bolton na trilogia “High School Musical”, da Disney. Nos últimos anos, ele também participou de filmes como “Vizinhos” (2014), “Música, Amigos E Festa” (2015), “O Rei do Show” (2015) e “Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal” (2019). 

Já Joey King é bastante conhecida entre os assinantes das Netflix, tendo protagonizado “A Barraca do Beijo” (2018) e suas duas sequências. ela também integrou o elenco de produções como “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge” (2012), “Invocação do mal” (2013) e “Oz, Mágico e Poderoso” (2013).

Comentários

Topo