Menu Papel POP
Foto: Divulgação

Liam Payne diz não gostar de Zayn e revela briga entre membros do One Direction nos bastidores

Na última terça-feira (31), Liam Payne foi o convidado do “Impaulsive”, podcast apresentado por Logan Paul. Na entrevista que vem gerando polêmica na internet, o cantor se abriu sobre a relação com os outros membros do One Direction, relembrando um episódio agressivo dos bastidores e revelando que não gosta de Zayn Malik na cara dura. Eita!

Em um determinado momento da conversa, Payne relatou que vivenciou uma briga com um dos membros da banda, mas não entregou quem. “Houve uma discussão nos bastidores e um membro, em particular, me jogou na parede (…) Então eu disse a ele: ‘Se você não tirar essas mãos de mim, há uma grande probabilidade de você nunca mais usá-las’.”

Dá uma olhada:

Ele ainda afirmou que a banda foi iniciada a partir dele, uma vez que Simon Cowell, jurado do X-Factor e idealizador do grupo, cumpria uma promessa que fez em sua primeira audição no programa. “[Simon] meio que começou comigo e depois passou pelo resto…Eu nunca contei essa história antes.”, afirmou o artista.

O clima voltou a esquentar quando o nome de Zayn Malik surgiu e Liam não poupou em opinar sobre o temperamento do ex-colega de banda. “Há muitas razões pelas quais eu não gosto de Zayn e há muitas razões pelas quais eu sempre estarei do lado dele”, respondeu. “Se eu tivesse que passar pelo que ele passou, com seu crescimento e qualquer outra coisa… Meus pais me apoiam demais a ponto de às vezes ser irritante. Zayn teve uma criação diferente nesse sentido”.

Confira o trecho:

Payne ainda diz que não concorda com algumas atitudes do cantor, mas o defende: “Ouça, eu não concordo com nenhuma de suas ações. Não posso elogiar algumas das coisas que ele fez. Não posso estar do lado dele por isso”, afirmou. “O que posso dizer é que entendo e sua única esperança é que em algum momento de sua vida, a pessoa do outro lado do telefone queira receber a ajuda que você está disposta a dar a ela.”, encerrou.

Assista a entrevista completa:

Comentários

Topo