Menu Papel POP
Divulgação / 20th Century Studios

Bradley Cooper revela que diretor famoso já zombou de suas indicações ao Oscar

MAIS SOBRE:

Durante participação em um episódio do podcast “SmartLess”, Bradley Cooper revelou que já foi zombado por um diretor famoso por conta de suas, até então, sete indicações ao Oscar. A situação ocorreu em uma festa durante a temporada de premiações de “Nasce Uma Estrela” (2018). [Via Variety]. 

O drama musical foi o responsável por quase dobrar o número de nomeações do ator, que concorreu aos prêmios de Melhor Ator, Melhor Roteiro Original e Melhor Filme. Anteriormente, ele já havia sido indicado outras três vezes como ator e uma como produtor de “Sniper Americano” (2014). 

O mal-estar com o cineasta aconteceu quando Cooper estava acompanhado de uma amiga atriz, que tinha três indicações na Academia. O homem então se aproximou deles e perguntou: “Em que mundo estamos vivendo, onde você tem sete indicações e ela só tem três?”. 

“Eu fiquei tipo: ‘Mano, por que você é tão idiota?’”, disse Cooper aos apresentadores. “Eu nunca esqueceria isso. Vá se f*der”. Desde então, ele foi nomeado mais duas vezes na premiação, como coprodutor de “Coringa” (2019) e “O Beco do Pesadelo” (2021), tendo ambos concorrido à estatueta de Melhor Filme. 

O ator lembrou que essa não foi a primeira vez que um colega de Hollywood questionou os feitos de sua carreira. Em outra ocasião, uma “atriz heroína” fez questão de comentar sua primeira indicação como ator por “O Lado Bom da Vida” (2012). 

“Ela estava tipo: ‘Eu vi seu filme. Você merece a nomeação”, contou. “Eu fiquei tipo: ‘O quê? Me desculpe, o quê?”, ‘A nomeação’. Então, uns 10 ou 20 minutos depois – não estou brincando – passei por ela indo ao banheiro e ela murmurou: ‘A nomeação’. Lembro-me de ter pensado ‘que p*rra é essa cidade?’, você consegue se imaginar dizendo isso para alguém? Você tem que ser f*dido para fazer isso”, apontou. 

Cooper tem chances de receber ainda mais indicações ao Oscar por “Maestro“, da Netflix. Além de dirigir e protagonizar o longa biográfico, ele também assina o roteiro ao lado de Josh Singer, de “Spotlight: Segredos Revelados” (2015).

O filme reconta a história de Leonard Bernstein, o icônico compositor de “Sindicato de Ladrões” (1954) e “Amor, Sublime Amor” (1961). O ponto de partida é o relacionamento complexo entre o músico e sua esposa, Felicia Montealegre (Carey Mulligan), com quem gera três filhos.

Comentários

Topo