Menu Papel POP

O Wanda Experimenta faz o guia ideal para conhecer Lisboa!

Chegou o momento! Phelipe ficou indo e voltando de Portugal, Marina já esteve por lá também e Samir está indo pela primeira vez. Agora, eles estão juntos fazendo o guia definitivo para conhecer Lisboa! Phelipe e Marina criam em tempo real um roteiro para Samir incluindo pontos turísticos, restaurantes, bairros para visitar, sorveterias, praias e dicas para turistar à vontade!

Ouça agora:

GUIA DE LISBOA por Phelipe Cruz:

Eu não vou falar aqui do óbvio, das atrações turísticas, do Castelo de São Jorge, da Torre de Belém, do pastel que você come lá, do Time out Market, ou dicas do tipo “pegar o comboio e ir para Cascais ver a orla”. Isso você já vai fazer porque vai ter um monte de dicas assim em todos os lugares. Aqui nesse guia eu vou te deixar esperto para não cair em cilada de turista e experimentar o que Lisboa tem de mais legal, mais gostoso e mais barato. Antes, um aviso: eu não como frutos do mar. Vou ficar devendo dicas boas pra isso. Mesmo assim, num país onde a comida do mar arregaça de boa, eu acho Portugal um dos melhores lugares pra se comer no mundo:

O que você precisa saber antes:
– Comboio é trem
– Autocarro é ônibus
– Elétrico é o bondinho
– Miradouro é mirante.
– Pequeno Almoço é café.
– Se você vai logo no começo do mês, eu recomendo muito pegar o cartão do transporte Viva Lisboa que você paga 40 euros e anda ilimitado de qualquer meio de transporte por 30 dias.
– Tá em algum canto e não sabe o que fazer? Abre o google Maps e acha um cantinho verde. Qualquer área verde vai ser legal. Qualquer tintinha verde que tiver no seu mapa vai dar num jardim ou numa praça linda num canto lindo.
– Fiambre é presunto
– Croissant misto é deus
– Qualquer suco de laranja é divino e espremido na hora e parece que tem açúcar de tão bom que é
– Bitoque é tipo o PF brasileiro: vem bife e arroz e batata-frita e tudo feito com muito alho.
– Polvo a lagareiro: tem que comer. Assim como o bacalhau a Brás. Assim como qualquer tipo de bacalhau.
– Não invente de comer Francesinha em Lisboa. Isso tem que ser na sua viagem ao Porto. Se quiser matar a curiosidade, vai no restaurante da chef Marlene Vieira porque foi a única boa que eu gostei.
– O melhor pastel de nata é mesmo o da Manteigaria. Eu mudei meu top 3. Primeiro é Manteigaria, depois é Aloma e depois é Pastel de Belém.
– Falando em pastel de nata, o pastel é de nata. O nome não é pastel de Belém, tá?
– E digo mais: croquete de bacalhau com queijo, você vai ver essas lojas nos lugares turísticos: é crime. Não coma. Assim os portugueses me disseram.

Não invente de ir em restaurante bonito. Os restaurantes chiques nunca são os melhores. E são sempre os mais caros. Não precisa ir naqueles restaurantes que são by Olivier. Ele tem uma rede: Guilty by Olivier, Seen by Olivier, Yakuza by Olivier. Pra não dizer que não gostei de um, eu fui no KOB by Olivier umas duas vezes e aproveitei bem o menu executivo dele no meio da semana. Gostei. Achei bom. É o restaurante de carnes dele.

Mas, se você quer a comida tradicional e boa e barata portuguesa? Vá nas tascas. Ou nas tasconas tradicionais. Eu já conto melhor.

Pizzarias:

M’arrecreo Pizzeria
R Sao Pedro de Alcantara, 35
Uma das melhores que já comi. E ali você sai direto no miradouro de São Pedro de Alcantara. E também dá pra descer pro Bairro Alto ou andar pelo bairro do Principe Real. O preço é médio. Uma pizza vai ser uns 13 euros.

Zero Zero Pizzaria
É um pouco mais cara, mas o lugar é lindo. Um dos poucos lugares bonitos onde a comida é boa. Fica no Principe Real. Tem também no Time out Market, mas aquilo é uma zona. Pede qualquer pizza ou qualquer massa que é tudo divino.

Forno D’oro
É excelente e de um chef famoso na cidade. É carinha igual Zero Zero, mas vale pra um jantar especial. O forno é mesmo dourado. E a pizza é divina.

Lupita Pizzaria
Maravilhosaaaaa! Fica muito perto do Time Out Market. É divina. Se você for no mercado e ele estiver lotado e insuportável pra comer, fica a dica. Sai de lá e vai na Lupita e god bless!

Tem muita pizzaria boa, tá? Essas são as que mais fui porque amei.

Café (pequenos almoços e cafés):

A Padaria Portuguesa
Não vá em Starbucks! Para! Existe uma rede de padaria chamada A Padaria Portuguesa. Vai nessa. Pega um menu de pequeno almoço. Tem um combo que eles fazem que é muito barato e muito gostoso. Croissant francês é o croissant igualzinho ao francês mesmo. O croissant brioche é aquele gordinho e massudo que o você encontra em qualquer padaria brasileira. Um croissant com fiambre e queijo é um croissant misto. E não deixe de pedir o pão de deus. Meu deus, que maravilha. Tem gente que põe queijo e fiambre nele. Eu como puro porque eu respeito o que Deus fez. Ótima opção pra começar o dia.

Quer cafe pra brunch? Coolzinho?
Meu amigo foi num tal de Hygge Kaffe e amou. Você vai ver esses lugares de brunch (tem um chamado Zenith e outro chamado Amélia e outro chamado Jeronimo) que fica lotaaaaado de europeu e americano. Eu não gosto. Prefiro o café tradicional português que parece e muito com o brasileiro. Tô dando essa dica de brunch porque Samir é ridículo e pediu.

Fabrica Coffee Roasters
Tem essa loja em alguns lugares famosinhos. Não é tão grande quanto a Padaria Portuguesa, mas o café é excelente. Vale parar lá e pegar um diferente sempre porque a variedade é grande.

Tascas (os restaurantes de família)

Faz Frio (uma tasquinha chique)
R Dom Pedro V, 96
É uma delícia. Perfeito. É um pouquinho mais caro, mas nada absurdo. Vale a pena pra um aniversário ou data especial ou para um domingo luxo.

A Parreiriha do Paraíso
Se você estiver perto da estação de comboio Santa Apolonia, vai nessa. Tasca familiar barata, deliciosa, tem feijão preto. Tem picanha boa, bitoque bom e também alheira. Alheira é tipo um embutido a milanesa que é feito de varias carnes. É uma bomba de gordura. Eu amo.

Zé dos Cornos
Eles fazem uma costela na brasa que é divina. Pede também o arroz com feijão deles que vêm já tudo misturado. A batata frita é divina tb e o vinho da casa.

O Velho Eurico
Super concorrida essa tasca. Fui uma vez só. Faz reserva. Ela fica na Mouraria, no pé do Castelo de São Jorge, então muita gente vai lá. Vale a pena pq é muito boa.

O Tachadas
Outra tasca boa, que fica na rua da Esperança, ótimo também!

Tasquinha do Sousa
Muito boa também. Fica na Rua São José, 64.

A Valenciana
Amo e sou viciado nessa tasca (que na verdade é uma tascona, porque o espaço é muito grande). Se deixar, vou lá todo dia. Eu sou muito bem atendido porque eles são sempre muito simpáticos e não é caro. Vem muita coisa no prato e nada é ruim. Meus pais pediram um bacalhau no forno e comeram quase chorando. Eu, por outro lado, sempre peço o bitoque de vaca. Meu favorito. E a batata-frita do Valenciana: maravilhosa. Não deixe de pedir.

Roça Butiquim
Vai lá e avisa o Pedro e o Jhon que você é Wander que aí você vai ser bem atendido. É pra quem tá com saudade de comida brasileira. Tem espetinho, pastel e lá que tem o melhor beijinho de sobremesa. O legal é que o bar fica no meio do fervo, no Bairro Alto. Dali, se você é uma gayzona também, pode ir andando até o bar Friends,  um bar “gls povo animado” no Bairro Alto. Cansou e passou de meia-noite e ficou caído no Friends? Dali você anda pra cima do bairro Príncipe Real e vai na balada (também gay) chamada Trumps.

Sorvetes

Evite o Santini. É uma rede que tem lá. É ruim, não é muito cremoso e gosto e ainda é caro.

Nannarella é a minha sorveteria favorita. Tem uma dentro do El Corte inglês, onde você pode fazer comprinhas. É uma multimarcas espanhola famosa. Sobre a Nannarella, tem outra filial em São Bento que fica do lado de uma pizzaria (estilo romana) deles. É legal ir na de São Bento também porque ali é um bairro lindo. Tem o Parlamento português ali perto. E depois você pode ser guerreira e subir a ladeira até o Jardim da Estrela. Ou subir de elétrico.

Niva é outra sorveteria ótimaaaaa. É outra favorita minha. Eu peço sempre o sorvete de leite com cereja. Nunca comi algo igual.

Davvero é ótimaaaaa também.

Pra comer hamburguer:

Eu amo o Honorato, que fica no Bairro Alto (tem uma obra do Vhils na parede linda e o lugar é bem bonito). Gosto também do A Cultura do Hamburguer que tem um molhinho de alho delicioso pra comer com a batata. Tem um lugar bem famoso que chama Ground Burguer, mas além de caro você precisa comprar a batata à parte e fica ainda mais caro.

Passeios:

Explorar o bairro alto
Intendente (não deixe de ir na loja A Vida Portuguesa)
Vai dar rolê nas docas de Santo Amaro, come no Nosso Pero, depois vai até o museu Maat. Ali dá pra andar de patinete numa boa. Vai até à Torre de Belem, de patinete. Eu amo. Lá em Belém também tem (além do pastel) o Museu Coleção Berardo, que eu amo. Lá tem várias obras modernas (incluindo Basquiat, Warhol e Lichtenstein).

Experimenta #83 apresentado por:
@podcastwanda
@phelipecruz
@eusousamir
@santahelena

Edição / Produção:

Felipe Dantas ([email protected]@apenasdantas)

Toda terça-feira, 13:17, no Spotify!

Comentários

Topo