Menu Papel POP
(Reprodução)

Capa da Rolling Stone, BLACKPINK fala sobre retorno do grupo e processo criativo

Elas são o momento! Prontas para fazerem o tão aguardado comeback da carreira, BLACKPINK, um dos grupos femininos mais populares da atualidade, estamparam a capa da Rolling Stone para falarem sobre este novo momento da banda e o processo criativo para o novo projeto.

Este, que é o primeiro grupo feminino a estampar a capa do veículo desde as Destiny’s Child, deve lançar seu mais novo disco ainda este ano, segundo a mesma. “Nós estamos envolvidas desde o início, construindo os blocos, adicionando esse ou aquele sentimento, trocamos comentários”, disse Jisoo. “E esse processo de criação me deixa muito orgulhosa de nossa música. Se nós apenas recebêssemos músicas pré-feitas, isso pareceria mecânico. Eu sinto mais amor pelo processo, porque nós dizemos, ‘Que tal adicionar isso na letra? Que tal adicionar esse movimento na coreografia?’”, completou a artista.

Mais uma vez, o grupo trabalha com o produtor Teddy Park, que desenvolve há anos a maioria dos projetos do BLACKPINK. “Ele é como um alarme, lembrando-nos de seguirmos em frente musicalmente. Tudo o que ele precisa fazer é ligar, ‘Ei, e aí?’ e eu vou ficar, ‘Oh, meu Deus’, toda tensa. Mas é uma tensão boa que o BLACKPINK precisa”, diz Jenny.

O retorno do grupo não será para sempre, mas elas já afirmam que sempre farão parte da banda. “BLACKPINK não vai durar pelo menos mais 10 anos? Teremos quase 40 anos até lá. Algum dia iremos nos casar e coisas desse tipo, mas eu vejo Spice Girls e como elas se reuniram para um show. Nós também podemos fazer isso um dia? Eu serei capaz de dançar como eu faço agora?”, disse Lisa.

“Mesmo que tenhamos 70 anos e vidas diferentes, eu ainda irei me sentir com se fosse BLACKPINK. Por mais brega que pareça, não acho que o BLACKPINK irá acabar no meu coração. Faz parte da minha família. Você não pode negar sua família”, encerrou Jenny.

Leia a entrevista completa clicando no link.

***

Comentários

Topo