Menu Papel POP
(Warner Music / Divulgação)

Anitta explica capa do álbum “Versions of Me”: “É o engraçado, a polêmica, o que viralize”

Horas após ter revelado a capa do álbum ‘Versions of Me’, provocando uma reviravolta nas expectativas do fandom, Anitta fez uma live em seu perfil no Only Fans em que explicou a escolha estética. Segundo ela, já a par das críticas que recebeu, a ideia foi estratégica a fim de garantir assunto nas entrevistas e uma visão cômica dos julgamentos estéticos.

“Vocês estão achando mais do mesmo porque vocês estão acostumados, vocês tiveram uma Anitta falando por não sei quantos anos ‘É normal fazer plástica’, ‘É normal fazer acontecer, fazer o que eu estiver a fim de fazer’. Passei dez anos martelando na cabeça dos outros, sendo macetada por essa martelação”, explicou.

“Nos outros países não é assim, as pessoas não são abertas quanto ás plásticas dessa forma, não são abertas quanto aos próprios defeitos, quanto a rir de si mesmos. É muito raro, é um ou outro que tem essa coragem. A estratégia por trás do álbum é ter o que falar nas entrevistas, é conseguir ter um assunto sobre o álbum que mantenha o lado que é o engraçado, a polêmica, o que viralize, que renda entrevistas de todos os tipos e passe mensagem pras pessoas de não se levar tão a sério, rir de si mesmo. Não tem problema não gostar do que você era no passado. São várias mensagens que ele traz”.

Anitta também disse que “ninguém é burro de fazer uma coisa que a gente não saiba que vai dar certo”. Ou seja… confiar e esperar. “Versions of Me”, que a princípio seria batizado como “Girl From Rio”, chega ao streaming no próximo dia 12 de abril.

Isto é, ao que parece. A artista contou que, apesar de ter revelado o dia da estreia, sua gravadora, Warner Music, ainda não tinha aprovado o cronograma. Em suas palavras, caso a mesma não concorde com a imposição feita, um vazamento poderia ser feito espontaneamente.

Comentários

Topo