Menu Papel POP
Foto: Reprodução

Zoë Kravitz revela racismo em teste para “Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge”

Em entrevista ao jornal britânico The Observer, a atriz Zoë Kravitz comentou o fato de que foi reprovada num teste para o elenco de outro filme da franquia “Batman“. Ela se referia a “O Cavaleiro das Trevas Ressurge“, filme que chegou às telas em 2012.

Sem direcionar sua crítica especificamente ao diretor, Christopher Nolan, ela falou sobre o quanto se sentiu frustrada.

“Não sei se veio diretamente dele [Nolan]. Eu acho que provavelmente era algum tipo de diretor de elenco, ou um assistente de diretor de elenco. [Justificaram a escolha por] Ser uma mulher de cor, atriz e disseram à época que eu não poderia participar da audição por causa da cor da minha pele. A palavra ‘urbana’ foi usada [a meu respeito] e foi realmente difícil naquele momento”.

À ocasião, a atriz fez o teste para um papel coadjuvante, e não para o de Mulher-Gato, que parou nas mãos de Anne Hathaway.

A proximidade que tem com os pais, a também atriz Lisa Bonnet, e o cantor Lenny Kravitz, foi fundamental para que a agora intérprete de Selina Kyle enxergasse a situação por um outro escopo, passando a celebrar a própria individualidade.

“Ambos lidaram com o fato de serem artistas que não agem, se vestem, se parecem ou se sentem da maneira que uma pessoa negra deveria agir em termos de como as pessoas brancas se sentem especificamente”, disse Kravitz. observadoracrescentando que seus pais estavam “focados em tentar ter certeza de que eu entendo que, apesar da minha cor de pele, eu tenho que ser capaz de agir ou me vestir ou fazer o que eu quiser”.

The Batman“, estrelado por Robert Pattinson, já está nos cinemas.

Comentários

Topo