Menu Papel POP
Foto: Reprodução/Multishow)

Miley Cyrus canta com Anitta, homenageia Taylor Hawkins e leva sucessos ao Lollapalooza Brasil 2022

SHE GOT THE POWER! Na noite deste sábado (26), Miley Cyrus se apresentou no Lollapalooza Brasil 2022. Com pose de pop e rockstar, a artista entregou um super show, com direito a nostalgia, participação de Anitta e homenagens a Taylor Hawkins, baterista da Foo Fighters que faleceu na sexta (25).

Mais cedo, por meio do Twitter, a norte-americana chegou a revelar certo anseio de não fazer uma boa apresentação, porque estava triste com a perda do grande amigo. Felizmente, ela conseguiu se recompor para os fãs brasileiros.

Vestindo um body preto, casaco verde e óculos escuros, Cyrus surgiu no palco ao som de “We Can’t Stop”. Quase não dava para ouvir sua voz, por conta dos gritos ensurdecedores da plateia. Logo em seguida, os berros aumentaram em “WTF Do I Know”.

Entre bate-cabelo e muitos vocais, a artista mostrou que era a hora do rock e mandou uma sequência afiada. Com o palco todo rosa, incluindo as imagens do telão, era o momento da faixa-título do álbum “Plastic Hearts” e “Mother’s Daughter”.

E então um dos momentos mais aguardados da noite aconteceu. Da forma mais repentina possível, escutou-se um “Braseeeeeeeeel”. ERA ANITTA! As duas dividiram vozes em uma versão ainda mais rock ‘n roll de “Boys Don’t Cry”. Teve muita encoxada, bateção de bunda e uma conexão inimaginável. Antes da nossa “Girl From Rio” deixar o show, ela ainda fez uma breve participação em “SMS”, mandando ver no twerk e recebendo tapinha no bumbum da amiga.

“Doo it!” e “23” foram as música que seguiram os elogios que Miley fez à brasileira. Na ocasião, a dona de “Plastic Hearts” parabenizou e destacou o fato de que Anitta, com “Envolver”, foi a primeira brasileira a colocar uma música no topo do Spotify Global.

Sobre a amizade, Cyrus revelou que sempre liga para a brasileira e conversam sobre a vida e os boys. “Quando liguei para ela e falei que queria a melhor festa de todas, ela me garantiu isso”, disse.

Após uma explosão de alegria, o Autódromo de Interlagos parou para ver o momento mais emocionante da passagem da norte-americana pela América do Sul. A morte de Taylor Hawkins deixou Miley muito abalada. Antes de dedicar “Angels Like You” para o músico, ela contou que, após passar por um susto a caminho do Paraguai, Hawkins foi a primeira pessoa que ela ligou para falar que estava tudo bem.

Ainda muito emocionada, Cyrus dava início a “High” e “Nothing Breaks Like a Heart”, entregando ao público a missão de cantar os versos a todo pulmão.

Com um ar de nostalgia, a cantora mostrou todas as sete coisas que ela pode odiar em alguém na faixa “7 Things”, que deu sequência para um breve cover de “Bang Bang”. Na vez de “See You Again” e “Fly On The Wall”, ela fez os fãs viajarem de volta ao “Breakout”, álbum de estreia da carreira dela.

Há sete anos, Miley veio ao Brasil e uma semana depois dois fãs começaram a namorar. Nesta edição do Lolla, o casal deu o próximo passo e se tornaram noivos. Miley ainda brincou dizendo que espera que o casamento deles seja bom, porque o dela não foi (HAHAHAHHA). Ela selou a união dos pombinhos ao som de “You”.

“The Climb” veio para anunciar o fim e, sendo uma das maiores músicas de toda sua carreira, foi eficiente em causar um sentimento de nostalgia e emoção em todos os fãs de longa data da artista.

Então, chegou a vez das saideiras. “Wrecking Ball” fez as honras para uma festa sem tamanho. “Party In The USA” marcou as comemorações de um dos melhores momentos do festival. A festa era no Brasil!

Comentários

Topo