Menu Papel POP
(Reprodução / Twitter)

Jup do Bairro entrega representatividade e canta sobre cicatrizes no Lollapalooza Brasil 2022

Jup do Bairro abraçou São Paulo, sua cidade natal, ao se apresentar no Lollapalooza Brasil no início da tarde deste sábado (26). Em mais um momento de glória de sua trajetória, a artista foi ovacionada pelo público ao entrar no palco cantando após um emocionante discurso sobre preconceito.

“Corpo Sem Juízo” e “Sou Eu” logo serviram um copilado de representatividade, uma mensagem militante diretamente dessa que é uma das maiores representantes do movimento contra a transfobia. O discurso, é claro, foi muito bem recebido pelo público presente no festival.

A ex-parceira musical de Linn da Quebrada, atual participante do BBB 22, ficou emocionada e agradeceu a recepção calorosa da plateia. Em seguida, ela mostrou com “Transgressão” todas as possibilidades que a liberdade de um corpo proporciona.

Usando um vestido preto de noiva e segurando um buquê de rosas brancas, Jup arrancou sorrisos do público reunido, que incessantemente gritava seu nome. “Sinfonia do Corpo” e “Pelo Amor de Deize”, respectivamente, abordaram as barreiras religiosas e políticas e a autorreflexão.

A artista ainda dedicou “Luta Por Mim” para a mãe, mostrando tudo o que construiu e a luta vivida até chegar ao palco do Lollapalooza Brasil. “Mãe, eu sei que você está assistindo”.

A cantora continuou apresentando uma música inédita, “Ninguém Liga”, a ser lançada em 5 de abril. Com uma mensagem forte sobre a invisibilidade de corpos trans, Jup disse que “quem se acha parecido comigo, sabe que ninguém liga”.

A tatuagem “vaso ruim” que estampa sua testa só mostrou que é difícil quebrar o talento de Jup do Bairro, que finalizou com o show “O Corre” e “All You Need Is Love”.

Comentários

Topo