Menu Papel POP
(Reprodução / Twitter)

Com participações de IZA e Ludmilla, Kehlani se apresenta no último dia de Lollapalooza Brasil

Enquanto Gloria Groove arrasava em um dos quatro palcos do Lollapalooza Brasil 2022, Kehlani, do outro lado do Autódromo de Interlagos, esbanjava simpatia em uma apresentação mais intimista. Repetindo a fórmula do evento pré-festival, a artista cantou as principais músicas da carreira.

Com os telões transmitindo imagens de chamas, Kehlani chegou no palco ao som de “Gangster” e de uma plateia muito alta. Ela logo dedicou “Closer”, seu trabalho mais recente, a Taylor Hawkins, baterista da Foo Fighters encontrado morto em um quarto de hotel na sexta-feira (25): “Este show é para você”.

Na vez de “Can I” e “Love This”, a cantora se deu conta do quão alto estavam os gritos dos fãs. Com um olhar de admiração, entoou os versos das canções e dividiu voz com os brasileiros. Minutos depois, em uma breve pausa, o público começou gritar “Gostosa” e ela ficou super feliz ao descobrir o que a palavra queria dizer. Uma fofa, né?

Depois, a artista liberou uma sequência que enlouqueceu o público: “Good Things”, parceria com Zedd, “Best Friend” e “Hope In The Club”. Nesse ato, Maísa apareceu no telão toda fã, com as letras na ponta da língua.

Em “Pretty Girls In The World”, Kehlani se juntou a uma companheira de banda para um momento mais íntimo do show. Aproveitando um público mais calmo, ela parou para conversar e revelou que a próxima canção a ser tocada era “Hate The Club”. A cantora relembrou que ficou chocada ao saber que a faixa pegou #1 no iTunes Brasil.

Então, ela passou para um ato ainda mais calmo, perguntando para os fãs se poderia cantar uma música romântica. O pedido perfeito para “Distraction” e uma música inédita de “Blue Water Road”, novo álbum com estreia marcada para 29 de abril.

Após esse momento tranquilo, Kehlani anunciou surpresas. Era ninguém menos que a nossa imperatriz IZA. Em um look amarelo e preto, a brasileira apresentou “Dona de Mim”. Não demorou muito para que a musa Ludmilla também surgisse, cantando “Verdinha”. Um encontro de musas impecável! Ah, e vale lembrar que Lud só saiu do palco depois de um alto “Fora Bolsonaro”.

Essa foi a deixa perfeita para o momento de encerramento. Uma música inédita, parceria com Justin Bieber, fechou a noite.

Comentários

Topo