Menu Papel POP
(Reprodução / BIS)

Com estilo e ousadia, Ashnikko leva repertório frenético ao Lollapalooza Brasil

Com visual único, incluindo cabelo colorido, maquiagem elaborada e um look diferenciado, Ashnikko chegou para sua primeira performance no Brasil cheia de energia e pronta para deixar a sua marca no Lollapalooza. Antes de subir ao palco nesta sexta-feira (25), sua DJ já tocava “Plastic Doll – Ashnikko Remix”, presente no álbum “Dawn of Chromatica”, de Lady Gaga.

Aos gritos dos fãs, tão estilosos quanto ela, a cantora e compositora norte-americana de 26 anos iniciou seu show ao som de “Tantrum”, dando um gostinho do que viria a seguir.

Após algumas músicas frenéticas, Ashnikko, nome artístico de Ashton Nicole Casey, introduziu a canção “L8r Boi”, sua versão um tanto sensual de “Sk8r Boi”, hit lançado no começo dos anos 2000 pela canadense Avril Lavigne.

E por falar em sensualidade, depois de contar ao público que prometeram a ela que os fãs brasileiros seriam loucos, a artista iniciou uma sequência com dois de seus maiores hits, “Daisy” e “Slumber Party”, para a alegria da plateia. “Quem está suado? Quero vocês mais suados, quero vocês pingando!”.

Com todo o seu carisma e teatralidade, Ashnikko se preparou para encerrar a apresentação anunciando “Manners”, o que, segundo ela, seria uma de suas músicas mais loucas.

A americana ainda separou um momento para pegar os presentes de alguns fãs mais próximos ao palco e pediu para todos da plateia gritarem o mais alto possível, já que “gritar é terapêutico”.

Após um show frenético, sensual e cheio de personalidade, Ashnikko deixou o palco do Lollapalooza com a promessa de que voltará ao Brasil, desejo esse que, pela animação do público, não deve ser apenas dela.

Comentários

Topo