Menu Papel POP
Longa ainda não tem previsão de estreia (Reprodução)

Rachel Zegler, de “Amor, Sublime Amor”, rebate ataques racistas após ser escalada para estrelar “Branca de Neve”

Rachel Zegler, que recentemente estrelou a nova versão de “Amor, Sublime Amor“, de Steven Spielberg, também vai protagonizar o remake de “Branca de Neve“. Após o anúncio do elenco, a a atriz foi alvo de diversos ataques por sua escalação no longa, uma vez que é uma artista de ascendência latina assumindo o papel-título da produção.

Durante a série “Actors on Actors”, da Variety, na qual participou de uma conversa com Andrew Garfield, Rachel falou sobre o projeto e como encarou os comentários agressivos da internet.

“Nunca em um milhão de anos imaginei que isso seria uma possibilidade para mim”, disse Zegler. “Você normalmente não vê Brancas de Neve que são descendentes de latinos. Mesmo que a Branca de Neve seja realmente um grande negócio nos países de língua espanhola. ‘Blanca Nieves’ é um grande ícone, se você está falando sobre o desenho da Disney ou apenas produções diferentes, o conto de fadas dos [irmãos] Grimm e todas as histórias que o acompanham. Mas você não vê particularmente pessoas que se parecem comigo interpretando papéis assim.”

Sobre as reações, Zegler acrescentou: “Quando foi anunciado, era uma coisa enorme que estava no Twitter por dias, porque todas as pessoas estavam com raiva”. Por fim, ela concluiu: “No final do dia, tenho um trabalho que estou muito animada para fazer. Eu posso ser uma princesa latina.”

Produzido pela Disney, o remake de “Branca de Neve” terá direção de Marc Webb, responsável pelos dois filmes da franquia “O Espetacular Homem-Aranha”. O cineasta também é conhecido por comandar “(500) Dias com Ela” e “Um Laço de Amor”. Recentemente, dirigiu o piloto de “Rebelde”, da Netflix.

A data de estreia do projeto ainda é um mistério. No entanto, sabe-se que a produção do longa deve começar em breve.

Comentários

Topo