Menu Papel POP
Darren Aronofsky também está envolvido na produção (Divulgação)

FX dá sinal verde para adaptação seriada de “Kindred”, obra de Octavia E. Butler

Uma boa notícia para quem estava torcendo pela adaptação de “Kindred”, obra de Octavia E. Butler. Nesta terça-feira (11), a FX deu sinal verde para a produção da primeira temporada da série inspirada no livro da Dama da Ficção Científica. O projeto terá oito episódios (via Collider).

Assim como acontece com outras séries, um piloto foi desenvolvido para avaliação da emissora. Em julho do ano passado, Janicza Bravo, responsável por “Zola” e “In Treatment“, dirigiu o produziu o episódio que deu vida às páginas de Butler. A produção agradou os executivos, que aprovaram o desenvolvimento da temporada completa.

Branden Jacobs-Jenkins, de “Watchmen“, escreveu o roteiro do episódio e também será produtor executivo ao lado de Courtney Lee-Mitchell, Joe Weisberg, Joel Fields e do cineasta Darren Aronofsky. Mallori Johnson vai estrelar a produção.

Na trama, Dana (Johnson), uma jovem negra e aspirante a escritora muda-se para Los Angeles pronta para reivindicar um futuro que, pela primeira vez, parece todo seu. Mas, antes que ela possa se estabelecer em sua nova casa, ela se vê sendo violentamente puxada para o passado. A protagonista acorda em uma plantação do século XIX, em um local em que ela e sua família estão intimamente ligadas.

“Branden Jacobs-Jenkins fez um trabalho fenomenal ao adaptar ‘Kindred’ para FX e honrar o legado e o valor atemporal do romance inovador de Octavia Butler”, disse Nick Grad, Presidente da Programação Original da FX, em seu anúncio. “O piloto dirigido por Janicza Bravo é brilhante e mal podemos esperar para retomar a produção com esse elenco incrivelmente talentoso e dedicado.”

O livro, que vendeu mais de um milhão de cópias, é reconhecido como uma obra visionária de ficção científica desde que foi publicado, há mais de quatro décadas, em 1979. Conhecida como a Dama da Ficção Científica, Butler foi uma escritora afro-americana consagrada por seus livros que traziam elementos como o racismo e o feminismo sempre entrelaçados a uma narrativa sci-fi.

“Kindred” ainda não tem previsão de estreia, mas deve chegar até o primeiro semestre de 2023.

Comentários

Topo