Menu Papel POP
Foto: Divulgação

Anitta: o pontapé da carreira internacional e os próximos passos da garota do Rio

Ver uma brasileira dando o nome em toda a América Latina e iniciando um caminho de sucesso no Hemisfério Norte… fica até difícil de lembrar como Larissa de Macedo Machado, mais conhecida como Anitta, iniciou sua carreira com “Fica Só Olhando”, primeiro hit dentro da Furacão 2000, produtora responsável por diversos bailes de favela e que já despontou importantes nomes do funk, como Tati Quebra Barraco, Mc Carol e Gaiola das Popozudas.

Hoje, Anitta não é apenas o maior nome pop do Brasil, mas está se elevando para se tornar um dos maiores nomes do pop mundial. Para entender todas as suas conquistas e reconhecimento que a carioca vem ganhando e entender o que ainda está por vir, o Papelpop conta o processo que fez a cantora despontar na tão almejada carreira internacional.

Os primeiros indícios de que a artista tinha o desejo de planejar uma carreira fora do país vieram após seu segundo grande marco na música nacional. Com “Bang”, Anitta chegou no auge de sua carreira no país e revolucionou o cenário pop, assim como videoclipes do catálogo brasileiro. Conquistando todo o público que poderia conquistar em território nacional, a ariana precisava de novos desafios, e foi durante sua participação no extinto programa de Jô Soares na Rede Globo, que ela se abriu sobre os que viriam em seguida.

 

Na conversa, Anitta relembra que a última carreira global de notoriedade, atingida por uma brasileira, foi a de Carmem Miranda. Ela revela também que, mesmo já falando inglês, estava estudando muito para suavizar o sotaque para cantar em línguas de maneira natural.

Musicalmente, a “malandra” começou focando no mercado latino e, para isso, lançou um remix de “Ginga”, single de J. Balvin, e “Sim ou Não”, parceria inédita com Maluma. A primeira canção solo totalmente em outra língua foi “Paradinha”, que de cara já conquistou o mercado latino e mostrou o famoso “quadradinho” para países de língua espanhola.

Segundo a mesma, uma vez que dominasse a cultura latina, seria mais fácil atingir âmbito global somando os números provenientes do Brasil com os que ela viria a conseguir com a América Latina. Foi então que ela lançou seu primeiro grande hit internacional: “Downtown”. A segunda parceria com o colombiano J. Balvin, já conhecido mundialmente, foi o que impulsionou a todos a quererem conhecer mais sobre a carioca. Com a faixa, Anitta se tornou a primeira brasileira a alcançar o top 50 do Spotify Global.

Mas não parou por aí. Algum tempo depois, a brasileira foi convidada por ninguém menos que Madonna para dividir os vocais de uma faixa que viria fazer parte do álbum “Madame X”, da própria rainha do pop. Cantada em português pelas duas, elas lançaram “Faz Gostoso”, canção originalmente composta e interpretada pela luso-brasileira Blaya. À ocasião da estreia, a veterana rasgou elogios à companheira: “Nunca conheci uma garota como você antes”, escreveu Madonna em uma publicação nas redes sociais.


Com uma carreira mais que consolidada no Brasil e em ascensão na América Latina, Anitta lançou o álbum “Kisses”, que funcionou como um portfólio para que a cantora chamasse a atenção de um mercado ainda mais restrito: o americano. E deu certo, cerca de um ano e meio depois, assinou com a Warner Music Group, base global da gravadora.

Com isso, a cantora passou a focar em lançamentos de colaborações para tornar seu nome conhecido aos quatro ventos. Em seu catálogo, além de Madonna, Balvin e Maluma, Anitta reúne parcerias com Black Eyed Peas, Alesso, Natti Natasha, Becky G, Rita Ora, Snoop Dogg, Major Lazer e, mais recentemente, com Cardi B e Saweetie.

“Me Gusta”, um dos maiores sucessos da carreira da garota que veio de Honório Gurgel, bairro humilde no subúrbio do Rio de Janeiro, trouxe um dos maiores marcos da carreira: a entrada no top 100 da Billboard, parada que reconhece as músicas mais ouvidas do mundo. A estreia de Anitta no ranking foi na 90º posição e ela se tornou a sétima personalidade brasileira a conseguir tal marco, anteriormente realizado por Sérgio Mendes, João Gilberto, Corona, Cansei de Ser Sexy, Michel Teló e Claudia Leitte.

Foi assinando com a gravadora e com Brandon Silverstein, empresário de Normani, que os primeiros passos para “Girl From Rio” começaram a se concretizar. O tão aguardado álbum internacional da cantora estava, inicialmente, pronto desde 2020 e com lançamento previsto para 2021. No entanto, mesmo com a estreia da faixa-título, o álbum precisou ser adiado, não só pela pandemia, mas também por alguns ajustes que ainda estão sendo feitos, devido às novas e grandes oportunidades que Anitta relatou que estivessem chegando.

Em uma entrevista recente, a garota do Rio deu justificativas muito positivas aos fãs sobre os adiamentos constantes. “Eu mudei de ideia. Desculpa, fãs, mas depois que eu vim para cá (Estados Unidos), ‘morar’ por conta da quarentena, coisas muito incríveis começaram a acontecer, oportunidade de trabalhar com muitas pessoas”, disse.

Na mesma ocasião, revelou que ficou entre lançar o álbum da maneira que estava em 2020, ou esperar para trazer as melhorias para este o novo trabalho: “E aí a gente ficou pensando: ‘cara, ou a gente lança o álbum agora, do jeito que ele já estava, ou a gente tem a oportunidade de melhorar o álbum, só que espera para o ano que vem’. Eu resolvi esperar para ter uma coisa mais incrível, então a gente está mudando algumas ideias que tinham no álbum”.

Entre as novas oportunidades, além de feats., houve a possibilidade de trabalhar com produtores renomados do meio, como Max Martin, que já trabalhou com nomes como Taylor Swift, Britney Spears, Ariana Grande e Katy Perry. Além de Ryan Tedder, vocalista da banda One Republic e que já foi responsável por inúmeros hits de Adele, Beyoncé, Paul McCartney e outros.

As transformações que vieram com essa mudança da cantora para os Estados Unidos não serão benéficas apenas na música de Anitta, mas também promete conceder oportunidades de fortalecer a imagem da cultura brasileira mundo afora. Ainda em 2021, a cantora participou do Video Music Awards, uma das maiores premiações do mundo da música fez uma apresentação patrocinada por uma rede de fast food, onde lançou um combo vegano que leva o nome de “Larissa Machado Meal”.

A cantora ainda participou do MET Gala, o grande evento de moda que reúne as maiores celebridades do entretenimento, além de uma performance icônica de “Faking Love”, parceria com Saweetie, no programa de James Corden, um dos talk shows de maior audiência da TV americana.

Para finalizar 2021, Anitta também foi uma das atrações principais do Jingle Ball, tradicional festival natalino dos Estados Unidos que já contou com nomes como Taylor Swift, Dua Lipa, Harry Styles, Ariana Grande, Shakira, entre outros. Na ocasião, a garota do Rio cantou “Faking Love” e “Me Gusta”.

 

“Girl From Rio” está previsto para estrear na primavera estadunidense, que acontece entre março e junho. Aaron Bay-Schuck, CEO Warner Records, já confirmou que além do disco, os fãs podem esperar grandes novidades para a cantora em 2022. Por aqui, já estamos ansiosos com o que está por vir!

Comentários

Topo