Menu Papel POP
“A Pedra Filosofal” e “A Sociedade do Anel” chegaram aos cinemas em 2001 (Divulgação)

Relembrando os melhores momentos de “Harry Potter” e “O Senhor dos Anéis”, franquias que completam 20 anos em 2021

Harry Potter e a Pedra Filosofal” chegou aos cinemas em 16 de novembro de 2001, dando início ao que se tornaria uma das maiores franquias de fantasia do mundo. O filme apresentou a história de Harry Potter (Daniel Radcliffe), um menino órfão que, aos 11 anos de idade, se descobre bruxo.

O universo mágico encantou gerações e continuou com outros sete longas-metragens, seguindo a série literária na qual é baseado, por dez anos: “Câmera Secreta” (2002), “Prisioneiro de Azkaban” (2004), “Cálice de Fogo” (2005), “Ordem da Fênix” (2007), “Enigma do Príncipe” (2009), “Relíquias da Morte: Parte 1” (2010) e “Relíquias da Morte: Parte 2” (2011).

Mas “Harry Potter” não foi a única estreia de destaque em 2001. “O Senhor dos Anéis: A Sociedade do Anel” foi lançado em 19 de dezembro daquele início de década, introduzindo a jornada de Frodo Bolseiro (Elijah Wood) na Terra-média com base nos livros de J. R. R. Tolkien, e chamou a atenção do Oscar.

O primeiro filme recebeu nada menos que 13 indicações à maior premiação do cinema e venceu quatro estatuetas. Ao todo, “O Senhor dos Anéis” levou 17 Oscars graças às sequências “As Duas Torres” (2002) e “O Retorno do Rei” (2003), registrando um recorde para a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas que nunca havia premiado tanto uma franquia de fantasia.

O sucesso de “Harry Potter” e “O Senhor dos Anéis” foi tão estrondoso que ecoa até hoje, 20 anos depois, no coração dos fãs e na indústria cinematográfica. A primeira franquia ganhou “Animais Fantásticos”, enquanto a segunda retornou com “O Hobbit” e deve estrear uma série inédita em setembro de 2022.

O legado foi se intensificando ao passar dos anos, mas, assim como as primeiras impressões contam, os primeiros filmes têm uma importância inegável para toda essa história de sucesso. Abaixo, uma lista nostálgica para relembrar momentos icônicos do início de “Harry Potter” e de “O Senhor dos Anéis”.

(Re)embarque nas aventuras!

As cartas de Hogwarts

Com a morte dos pais, Harry Potter precisa morar com os tios Petúnia Evans e Valter Dursley, mas a convivência não é nada boa. Quando uma carta chega para o menino, o tio faz questão de rasgá-la, jogá-la no lixo, queimá-la. Ele só não contava que incontáveis corujas enviariam incontáveis cartas até o pequeno órfão conseguir pôr as mãos em uma, fazendo chover correspondências em sua casa. A sequência leva à chegada de Hagrid para dar a notícia de que ele, afinal, não era um “trouxa”.

“Meu precioso!”

“O mundo está mudado. Eu sinto isso na água. Eu sinto isso na terra. Eu farejo isso no ar. Muito do que já existiu se perdeu, pois não há mais ninguém vivo que se lembre. Tudo começou com a forja dos Grandes Anéis” e assim a trama se inicia. “Todos foram enganados, pois outro Anel foi feito”, o “meu precioso”.

The Golden Trio

Tentando abraçar o que é ser um bruxo e compreender a história de sua família, Harry aceita o convite da carta e decide ir para Hogwarts. É no trem, a caminho da famosa escola de magia e bruxaria, que ele encontra Rony Weasley e Hermione Granger pela primeira vez. Os três logo formariam o “trio de ouro”, criando a mais forte amizade. Juntos, eles têm o primeiro e emocionante vislumbre de seu novo lar, Hogwarts.

Gandalf chega à Vila dos Hobbits

Frodo está aproveitando a sombra de uma árvore quando encontra Gandalf. Os dois se juntam para chegar ao aniversário de 111 anos de Bilbo Bolseiro, conquistando a atenção das crianças da Vila dos Hobbits enquanto se deslocam de carroça pelas ruas. “Um mago nunca se atrasa, Frodo Bolseiro. Nem chega adiantado. Chega exatamente quando quer”.

O primeiro presente de Natal

Em meio aos desafios escolares, intensos para quem viveu dez anos como trouxa, e aos jogos de quadribol, Harry celebra um Natal muito especial. Depois de tanto tempo sendo rejeitado na casa da família Dursley, o menino mal pode acreditar, mas ganha seus primeiros presentes: um suéter dos Weasleys e a tão útil capa de invisibilidade. “Harry, seu corpo sumiu!”.

A Sociedade do Anel

Depois que Bilbo sai às pressas de sua festa de aniversário, o poderoso Anel, forjado por Sauron, o Senhor do Escuro, chega às mãos de Frodo. Um conselho decreta a necessidade de destruição do objeto pelas chamas da Montanha da Perdição, nas profundezas de Mordor, para proteger o mundo, mas, é claro, “ninguém simplesmente vai entrando em Mordor”.

Um xadrez de bruxo de verdade

O clima do primeiro ano em Hogwarts esquenta quando Harry, Rony e Hermione descobrem um cão de três cabeças, mas o trio não se afasta do perigo. Com medo de que Voldemort obtenha a pedra filosofal e retorne ao mundo bruxo, eles passam pela criatura, sobrevivem ao visgo do diabo e voam para achar uma antiga chave. O último desafio é ainda mais empolgante: um xadrez de bruxo de verdade em um enorme tabuleiro.

“Você… não… passará!”

A caminho de Mordor, Frodo enfrenta diversos inimigos ao lado de Gandalf, Legolas, Boromir, Aragorn, Gimli, Sam e mais parceiros. São muitas as pessoas e criaturas atrás deles que tentam adquirir o poder do Anel e impedir sua destruição, complicando a missão. Em uma das batalhas mais intensas, o mago se vê diante de um Balrog. “Você… não… passará!”.

O reencontro com Voldemort

Na reta final da trama, há um momento de verdadeira tensão: Harry desvenda o segredo do professor Quirrell. O menino encara Voldermort pela primeira vez desde que quase foi morto, quando era apenas uma criança, e que seus pais foram assassinados. Mais uma vez, o pequeno Potter derrota o Lorde das Trevas e percebe que sua jornada está apenas começando.

As montanhas de Mordor

Quando fica ciente do efeito que o Anel pode causar sobre os integrantes da Sociedade do Anel, Frodo decide seguir para Mordor sozinho. Mas Sam pretende cumprir a promessa que fez a Gandalf e não deixa o hobbit. Juntos, eles pegam um barco para dar continuidade à jornada e, por um breve momento, apenas observam a área montanhosa de Mordor.

***

Diz aqui nos comentários: qual é o seu predileto?

Comentários

Topo