Menu Papel POP
Foto: Divulgação

O “Transforma”, mais importante festival de cinema queer do Sul, está de volta!

Em sua terceira edição, o Festival de Cinema da Diversidade de Santa Catarina, batizado como Transforma, apresenta entre os dias 14 e 18 de dezembro uma seleção de 60 filmes. A programação é gratuita e acontece em formato híbrido. As sessões presenciais se concentram na capital Florianópolis, na Sala Gilberto Gerlach, no Centro Integrado de Cultura (CIC).

Importante espaço para promoção das artes cinematográficas e do debate a respeito de temáticas relacionadas às diversidades sexual, de gênero e da cultura LGBTQIA+, o evento tem entre seus destaques a Mostra Competitiva, que apresenta filmes realizados em formato de curta-metragem. Concorrem obras de ficção, documentais e experimentais de até 25 minutos.

“Penso na Transforma como uma importante ferramenta de reparação social. Há alguns anos víamos muitas travestis e pessoas transexuais que nunca haviam estado dentro de uma sala de cinema”, explica Lirious K’yo Fonseca Ávilla, uma das organizadoras. “Hoje, vemos elas nos palcos da Transforma apresentando um festival de cinema, nas poltronas assistindo, sendo homenageadas e recebendo prêmios em diversas categorias.

Na programação estão filmes como “Transamazonia” (Direção: Renata Taylor, Débora McDowell e Bea Morbach), “As Filhas do Fogo” (Direção: Albertina Carri) e “Vento Seco” (Direção: Daniel Nolasco).

A Transforma também entrega em seu último dia o troféu Unicórnio de Ouro aos vencedores das 22 categorias sem disputa. São elas Filme (Júri Técnico e Voto Popular), Documentário (Júri Técnico e Voto Popular), Atriz, Ator, Roteiro, Direção, Direção de Arte, Direção de Fotografia, Direção de Som, Trilha Sonora, Olhar Transformador (Ficção e Documentário), BAPHO Cultural (relativo à arte e cultura LGBTIA+), ADEH (diversidade sexual e defesa dos direitos humanos) e Afronte (filme que combate preconceitos sociais ou estruturas políticas dominantes).

Para o interior do Estado estão previstas edições itinerantes que contemplarão cidades menores a partir de ações virtuais. Esta espécie de “intercâmbio” deve passar por Chapecó, Lages, Criciúma, Blumenau e Joinville.

Idealizado e organizado pela BAPHO Cultural (produtora cultural LGBTQIA+) e a Associação em Defesa dos Direitos Humanos com Enfoque na Sexualidade (ADEH), a III Transforma é um projeto financiado pelo edital Prêmio Catarinense de Cinema (PCC/2019), do Governo do Estado de Santa Catarina. O evento conta também com o apoio do Museu da Imagem e do Som de Santa Catarina (MIS/SC), da Vitrine Filmes e da Olhar Distribuidora.

Idealizado e organizado pela BAPHO Cultural (produtora cultural LGBTQIA+) e a Associação em Defesa dos Direitos Humanos com Enfoque na Sexualidade (ADEH), a III edição do Transforma recebe apoio do Governo do Estado de Santa Catarina, do Museu da Imagem e do Som (MIS/SC), da Vitrine Filmes e da Olhar Distribuidora.

Mais detalhes a respeito da programação podem ser obtidos no site oficial ou nas redes sociais.

Comentários

Topo