Menu Papel POP
Foto: Getty Images

As canções de Shakira que poderiam estar na trilha de seu novo reality de dança

Uma notícia pegou de surpresa os fãs de Shakira nesta semana. A cantora, que trabalha neste momento em um novo disco com figuras conhecidas no alto escalão do pop, foi anunciada como apresentadora de um programa de TV na NBC. O projeto, batizado como “Dancing with Myself“, levará a artista de volta aos Estados Unidos para uma competição de dança que terá como participantes famílias inteiras e grupos de amigos.

Ainda sem data pra chegar à grade de programação, a novidade nos deixa em dúvida sobre quais canções do repertório da própria Shakira poderiam fazer parte dessa jornada. Não é uma hipótese desmedida, afinal de contas, em 2013, quando foi técnica do The Voice US, uma candidata surpreendeu ao subir ao palco interpretando o sucesso “Loca”.

Afinal, quais canções da musa estariam habilitadas a um show de dança? Já adiantamos… a lista é longa!

“Ojos Así” (1998)

“Pies Descalzos”, o disco, fez a América Latina inteira bater cabelo em uma era em que o rock era a força motriz de Shakira. Esse mesmo gênero, às vezes tão purista, eurocêntrico e masculino, fez com que ela criasse a base pra um dos grandes êxitos da carreira três anos depois: “Ojos Así”, uma canção que honra suas raízes libanesas e que coloca a música tradicional árabe pela primeira vez no radar do pop. Basta assistir ao clipe ou qualquer uma das apresentações que fez ao vivo nos últimos 23 anos pra saber que o potencial da faixa em cena é enorme.

Te Aviso, Te Anuncio (Tango) (2002)

Fruto de sua relação com um argentino, este tango-rock é uma canção raivosa que se distingue no repertório. Ao vivo, sempre ganhou apresentações efusivas, marcando a atitude provocadora da era “Laundry Service” (2001-2003). Se levada para o novo programa, “Te Aviso, Te Anuncio/Objection (Tango)” poderia muito bem promover uma performance híbrida de gêneros musicais. Um desafio que já nasce pronto!

“Hips Don’t Lie” (2006)

Música responsável por estabelecer de vez sua carreira internacional, “Hips Don’t Lie” é autoexplicativa. Diante das câmeras, renderia excelentes momentos com os participantes que, eximidos da necessidade de reproduzir seus elaborados movimentos de dança do ventre, poderiam receber como missão pensar em novas abordagens corporais e em termos de arranjos.

Lo Hecho Está Hecho (2009)

Sem dúvida alguma, “Lo Hecho Está Hecho” é o clipe mais experimental da carreira de Shakira em termos de coreografia. O bailarino Daniel Cloud Campos, que trabalhou com outros nomes do showbizz, entre eles Madonna, dá um show ao seu lado ao transformar passos mirabolantes em metáfora para uma desventura romântica. Não que os candidatos de “Dancing with Shakira” tenham tempo suficiente pra pensar e ensaiar algo tão complexo, mas… não custa dizer que essa aventura tem ares de batalha final.

Loba

Um hino de empoderamento feminino que é, por si só, rainha das pistas. “Loba”, single que introduziu os trabalhos do disco de mesmo nome em 2009, criou terreno para uma Shakira mais eletrônica e abusada – uma combinação que deve estar na essência dos concorrentes de seu novo programa. As cenas em que a artista dança no terraço com passos mais ensaiados poderiam inspirar um número semelhante e em grupo, por que não?

Addicted To You

Parte do premiado álbum “Sale el Sol”, o single bilíngue “Addicted To You” marcou época e, apesar de não ter ganhado um registro com muita dança, fez as pistas latino-americanas ferverem entre os anos de 2011 e 2013. Com um pé no merengue, esta é mais uma proposta sonora desafiadora para o futuro de seus pupilos na TV.

Deja Vu

Embora tenha sido lançada antes pelo cantor Prince Royce e depois incorporada ao disco “El Dorado”, em 2017, o single “Deja Vu” acabou não tendo uma forte promoção. Foi interpretado ao vivo apenas duas vezes durante shows de lançamento do álbum, mas, cá entre nós, isso foi o suficiente pra mostrar que tem força pra estar no set. O clipe com movimentos precisos de Royce e Shakira abriu precedentes para um resgate da bachata pela esfera pop, algum tempo depois. Um melodrama lírico-corporal sob medida.

Chantaje (Versión Salsa)

Pouca gente conhece (e a maioria, talvez, só soube da existência durante o Super Bowl LIV). Mas “Chantaje”, faixa que conta com a parceria do conterrâneo Maluma, também ganhou uma versão em ritmo de salsa. A produção é de Chelito de Castro, tecladista e arranjador colombiano responsável por dar liga a alguns dos maiores hits de Joe Arroyo, ícone do gênero e fã declarado do trabalho de Shakira. O videoclipe é ainda mais contagiante pelas cenas de dança do que sua versão original e deixa no ar um desejo incontrolável de preparar uma dose de pina colada.

E a champeta?

Por que não pensar também em sons que, necessariamente, sem ter sido introduzidos em canções do repertório, acabaram fazendo parte de um momento importante? A partir de seu show no Super Bowl LIV, Shakira estreitou laços com a champeta, gênero popular afro-colombiano que ganhou, inclusive, um challange expressivo no TikTok. Seria divertido vê-la preparando um desafio menos óbvio, voltado para essa sonoridade e que, de alguma forma, contribuísse para a derrubada de fronteiras impostas à latinidade.

***

Comentários

Topo