Menu Papel POP
Foto: Divulgação

“Último Tango em Paris”: José Padilha vai dirigir série sobre os bastidores controversos do filme

“Último Tango Em Paris”, o drama problemático lançado em 1972 ganhará uma série documental sobre os bastidores controversos da trama. O roteiro será de Jeremy Miller e Daniel Cohn, já o brasileiro José Padilha (Tropa de Elite) irá assinar a direção ao lado de Lisa Brühlmann (Killing Eve).

Conhecido pelas práticas abusivas durante a gravação, a série irá retratar os acontecimentos desde o período em que o diretor Bernardo Bertolucci tenta convencer Marlon Brando a estrelar o thriller erótico, em 1971, até o fim das cenas.

Ao longo de todo o processo de ambientação e gravação do longa, Bertolucci, com a intenção de registrar “reações reais” dos atores, fez o uso de recursos mirabolantes e abusivos. Uma das situações mais cruéis foi com a atriz Maria Schneider, em uma cena de estupro roteirizada que usaram manteiga como lubrificante.

Entre os US$ 186 milhões que o filme lucrou, apenas US$ 4 mil foram destinados à atriz, que passou anos lutando pela saúde mental e contra o vício em narcóticos após ser ridicularizada por seu papel. Bertolucci e Brando, por sua vez, além de terem lucros estratosféricos, ainda receberam indicações ao Oscar.

A série que retrata os bastidores polêmicos de um dos maiores e mais controversos sucessos do cinema ainda não ganhou uma data de estreia.

Comentários

Topo