Menu Papel POP
Foto: Divulgação/Leo Aversa

Marisa Monte anuncia turnê do disco “Portas” com datas no Brasil, Estados Unidos e América Latina

O retorno de Marisa Monte aos estúdios, que originou o disco “Portas“, requeria também uma temporada de shows. A aguarda turnê, prevista para 2022, finalmente teve seu itinerário revelado. Previsto para começar no mês de março, o espetáculo deve passar primeiro pelos Estados Unidos e só então cruzar o país com paradas por cidades como Recife, Natal e Brasília.

Os ingressos para as temporadas do Rio de Janeiro e de São Paulo já estão à venda neste link com preços a partir de R$ 60 e R$ 120. Abaixo, você confere a relação completa de datas.

US TOUR

4 de março: FORT LAUDERDALE, Broward Center.
6 de março: ATLANTA, Buckhead Theatre.
10 de março: NOTH BETHESDA, Strathmore.
12 de março: MINNEAPOLIS, State Theatre.
15 de março: CHICAGO, The Vic.
17 de março: STAMFORD, The Palace.
19 de março: BOSTON, Berklee Perf. Center.
22 de março: NOVA YORK, Town Hall.
25 de março: BERKELEY, UC Theatre.
27 de março: LOS ANGELES, Royce Hall.

BRASIL

19, 21 e 22 de janeiro: RIO DE JANEIRO, Jeunesse Arena.
27, 28 e 29 de janeiro, 04 e 05 de fevereiro: SÃO PAULO, Espaço das Américas.
08 de abril: RIBEIRÃO PRETO, Arena Eurobike.
09 de abril: UBERLÂNDIA, Arena Sabiázinho.
16 de abril: BELO HORIZONTE, Anfiteatro Mineirão.
23 de abril, FORTALEZA, Área Verde Beach Park.
26 e abril: NATAL, Arena das Dunas.
28 de abril: JOÃO PESSOA, Teatro Pedra do Reino.
30 de abril: RECIFE, Classic Hall.
06 e 07 de maio: SALVADOR, Concha Acústica.
14 de maio: BRASÍLIA, Estádio Mané Garrincha.

Uma segunda etapa também está prevista para o segundo semestre de 2022. Além de novas datas no Brasil, a cantora também deve embarcar rumo a Argentina, Chile, Uruguai e México.

O repertório, conforme mencionado a princípio, baseia-se no disco “Portas”, seu primeiro trabalho solo em quase uma década. Mirando no presente, embora utilizando-se de pinceladas clássicas, Monte conta com as participações de nomes como Seu Jorge e a filha Flor, além de Chico Brown, que assina a coautoria de algumas das composições, para construir canções sinestésicas e acalentadas em tempos de caos.

Em outubro, mesmo mês em que se tornou a primeira artista brasileira a vencer Prêmio Tenco, no Festival de San Remo, na Itália, a artista liberou a faixa “Vento Sardo“. Fruto de uma parceria iniciada com o uruguaio Jorge Drexler em 2016, a canção é mais um destaque em seu cancioneiro e evoca alma de lado B.

Ouça nas plataformas de streaming.

Comentários

Topo