Menu Papel POP
(Divulgação)

Ao Papelpop, banda Wallows fala sobre amadurecimento, shows no Brasil e nova era

Composta por Braeden Lemasters, Cole Preston e Dylan Minnette, ator de “13 Reasons Why” e do vindouro “Pânico”, a banda Wallows se prepara para uma nova fase da carreira.

Em entrevista ao Papelpop, os músicos contaram sobre o impacto da pandemia em suas vidas, a reação ao cancelamento dos shows, começando pelo Lollapalooza Brasil 2020, e a faixa “I Don’t Want to Talk”, que abre a nova era.

Durante os últimos meses, o trio esteve ativo em suas composições. Antes do novo single, lançaram um remix de “Are You Bored Yet” com Clairo e Mura Masa, o EP “Remote”, “Quaterback” e duas versões de “OK”.

Além das faixas, como dizem os artistas, o tempo colaborou para o amadurecimento pessoal e musical de cada integrante. “Nossa composição parece que amadureceu desde nosso primeiro álbum e é um reflexo de nossos estados atuais”. Abaixo, você fica com a íntegra da entrevista. Boa leitura!

***

Papelpop: Meninos, preciso começar dizendo que faz parte da lista de tristezas da pandemia ter perdido vocês no Lollapalooza Brasil 2020! E estava tão perto de acontecer! Como foi que vocês receberam esse cancelamento? Chegaram a planejar como seria a viagem de vocês no país?

Aww, foi muito triste para nós também! Ouvimos dizer que os fãs brasileiros estão cheios de energia e muito animados para se divertir. Nossos shows no Lollapalooza foram, na verdade, nossos primeiros shows a serem cancelados devido à pandemia. Na época, ainda não tínhamos certeza do que a pandemia se tornaria, mas aqui estamos. Temos absolutamente planos reais de chegar ao Brasil, se não for em 2022, quem sabe no próximo ano?

Papelpop:  Vi que vocês estão com turnê marcada para 2022. Então os fãs me matariam se eu não perguntar se vocês pensam em tentar de novo a vinda de vocês aqui! Vocês conhecem alguma coisa aqui do Brasil já? Música, arte, lugares talvez?

Sim :). Se não no ano que vem, no ano seguinte, com certeza. É um grande destino para nós. Ouvimos falar de algumas cidades e da comida do Brasil, mas vai demorar muito para realmente conhecermos tudo.

Papelpop: Eu gostei muito de “I Don’t Want to Talk” por causa da letra. É muito sobre aquela insegurança que bate quando alguém vai embora e não sabemos se a gente ainda sabe ficar bem sozinhos. A letra conta a história de algum de vocês? Já passaram por isso?

Obrigado! Todos nós já passamos por essa situação, com certeza. É fácil deixar que os sentimentos de insegurança tomem o controle, especialmente quando você é jovem e está em um novo relacionamento. O que é reconfortante é que você pode aprender com esses sentimentos. Às vezes, vivenciá-los em primeira mão é a única maneira de realmente crescer e amadurecer.

Papelpop: Se vocês pudessem sugerir a ocasião perfeita para ouvir e sentir a música, qual seria?

Pode soar clichê, mas ouvir nossa música ao pôr do sol enquanto admira a vista é o melhor. Se você não puder fazer isso, ouça no carro enquanto dirige. E se também não rolar fazer isso, ouça sozinho em fones de ouvido em algum lugar [especial] OU venha nos ver ao vivo.

Papelpop: Queria saber mais de vocês, sobre o processo criativo da banda, porque parece que vocês gostam de ter uma mão autoral muito forte em tudo e se divertem muito, principalmente nos clipes. Estou certo?

Nós nos divertimos muito juntos. É bom ter um ao outro para debater e trocar ideias. Nossas músicas e ideias de vídeos geralmente começam com um de nós tendo uma ideia e desenvolvendo-a junto com os outros dois. É um processo colaborativo baseado na confiança e no conhecimento mútuo há mais de 10 anos.

Papelpop: Por último, gostaria de saber: o que tem impactado as composições de vocês? O que vocês estão mais preocupados em dizer nessas novas músicas?

Tivemos muito tempo para refletir sobre nossas vidas no último ano e meio, em parte devido à pandemia, obviamente, mas também com relação a envelhecer e estar em novos lugares em nossas vidas. Nossa composição parece que amadureceu desde nosso primeiro álbum e é um reflexo de nossos estados atuais. Não estamos prontos para revelar muito ainda, mas estamos muito animados para compartilhar tudo em que estivemos trabalhando no ano passado.

***

Ouça “I Don’t Want to Talk” nas plataformas digitais.

Comentários

Topo