Menu Papel POP
Foto: Divulgação

Willow e Travis Barker falam sobre a importância do rock, liberdade e representatividade para Rolling Stone

O novo episódio de “Musicians On Musicians’, especial promovido pela Rolling Stone, traz uma conversa entre Willow Smith e Travis Barker. Na matéria divulgada hoje (21), os músicos discorrem sobre musicalidade, rock, liberdade e metamorfose artística.

Além de ser um dos maiores ídolos de Willow, Travis Barker, da banda Blink-182, foi usado como uma espécie de guru pela cantora. Isso porque ele contribuiu em três canções do ‘Lately I Feel Everything’, quarto álbum da rockeira.

O bate-papo começa com Willow agradecendo ao ídolo por participar de uma de suas faixas. “Quando eu entrei em contato com você, eu me senti tão honrada com o fato de você simplesmente estar interessado. O que em ‘Transparent Soul’ o inspirou para que você entrasse nessa?”, pergunta.

O produtor responde que ficou impressionado e que aquele tipo de som deveria estar sendo produzido há muito tempo, porque soava natural. “Soa como a pessoa que você é em todas as vezes que estive com você. Depois, quando fui para o estúdio e adicionei alguns elementos, tive uma ideia para a ponte e se tornou uma música que eu tenho muito orgulho.”

Barker completa dizendo que meses após o lançamento, muitas pessoas o procuraram e disseram ser o trabalho preferido que ele havia feito recentemente. Willow ficou impressionada em como a canção foi bem recebida. “Eu sinto que você trouxe uma vibe especial para isto”, diz a cantora.

Barker continua falando sobre a produção musical. “Uma boa canção é uma boa canção. Você pode produzir da maneira que você quiser. Produção é tudo”. Willow concorda e conta sobre a mudança entre seu relacionamento com a música depois que passou a se envolver neste processo. “Eu senti como se tivesse total controle de como eu criava”, conta.

Os artistas levantam a recente apresentação de ‘Whip My Hair’, em que Willow raspa seu cabelo enquanto canta. “Honestamente, performar com a cabeça raspada traz uma sensação de liberdade”, disse a cantora, que retoma a conversa falando sobre a importância do rock em momentos de crise, como a pandemia e alguns movimentos sociais, como o Black Lives Matter.

Os artistas concordam que, para aliviar a raiva e outros sentimentos negativos, a energia do rock causa um encaixe perfeito. “Eu não acho que existam muitos gêneros musicais que possam fazer isso”, comenta Travis.

A conversa é finalizada com um discurso cheio de representatividade de Willow, que diz: “Honestamente, ser uma mulher negra e ser capaz de vir naquela música e escrever meus versos com a minha visão sobre a vida — apenas ser capaz de ser autenticamente eu nessa música — esses são os tipos de coisas que farão com que mais pessoas sintam-se vistos.”

Para conferir a entrevista completa, clique aqui.

Comentários

Topo