Menu Papel POP
O clipe foi gravado em Salvador, Bahia (Cartaxo / Divulgação)

Vandal forma parceria com Djonga e BaianaSystem em “BALAH IH FOGOH”

Sete anos atrás, após a ligação de um amigo para passar as informações do que estava acontecendo em sua comunidade, Vandal escreveu “BALAH IH FOGOH”. A faixa saiu na mixtape de estreia “TIPOLAZVEGAZH” (2015) e foi ganhando as ruas nos carnavais em que o artista, referência do rap produzido em Salvador (BA), participou ao lado do BaianaSystem.

Preparando seu primeiríssimo álbum, Vandal decidiu lançar um novo olhar para a música em 2021. Na nova e definitiva versão, “BALAH IH FOGOH” chegou às plataformas digitais nesta sexta-feira (22) com a parceria de Djonga e BaianaSystem. A ideia começou a ser maturada durante um encontro no Festival Coala.

Agora, enfim no mundo, o single surge com uma força atualizada e revigorada. Djonga rima pela primeira vez numa base mais fincada em instrumental orgânico, com uma presença forte da percussão e dos ritmos afro baianos, diretamente ligados a religiosidade e cultura locais. Ele aborda temas como o racismo e a afirmação da cultura das periferias.

Com mixagem e finalização de Daniel Ganjaman, “BALAH IH FOGOH” sai pelo selo Máquina de Louco com clipe dirigido por PHODI$MO e Cartaxo. No registro audiovisual, todo trabalhado em preto e branco, Vandal e Djonga dividem seus versos enquanto aparecem em belos lugares de Salvador.

Confira:

Comentários

Topo