Menu Papel POP
A faixa é de "Tudo Ao Contrário", próximo álbum de Zeeba (Heloisa Vecchio / Divulgação)

Entrevista: Zeeba e OutroEu refletem sobre “vontade lunar” em novo clipe

Em uma sessão com Márcia Sensitiva, Zeeba soube que deveria formar uma parceria com Mike Tulio e Guto Oliveira, do OutroEu, para seu novo álbum. Ela contou tudo o que os três tinham que fazer, até os detalhes do clipe, para o sucesso da colaboração – só que não. “A gente nem consegue sustentar essa história”, diz Mike, entre risos, em entrevista ao PapelPop.

Não, a história de verdade foi um pouco mais simples. Zeeba foi atrás do duo depois de ser apresentado ao som deles por um colega de trabalho chamado Tom. Admirado, o cantor e compositor recorreu ao Instagram para estabelecer o primeiro contato com Mike e Guto – o que levou a uma chamada no FaceTime e a um período em um estúdio em Campinas (SP).

Uma vez juntos, “Vontade Lunar” nasceu. Os artistas estavam com o livro “Garota Astronauta”, de Rani Gouveia, em mãos e embarcaram na referência espacial. “Na dedicatória, ela nos agradeceu e disse que se inspira muito nas nossas músicas. Acabou que ela inspirou a gente nessa canção. Isso foi uma troca, uma troca da vontade lunar”, comenta Guto.

Já disponível nas plataformas digitais, o novo single veio para falar de encontro – ou melhor, a vontade de viver um – cheio de alusões aos astros e à imensidão do espaço. Zeeba e OutroEu narram o desejo de estar com alguém querido, que está tão distante que tudo depende do espaço e do tempo.

Ainda que a consulta com Márcia Sensitiva seja uma brincadeira e “Garota Astronauta” tenha sido a verdadeira influência, os artistas não negam suas ligações astrais. “Não sei tão a fundo, mas adoro astrologia e já fiz meu mapa astral. Eu também sempre fui dessa vibe de jogar para o universo, de acreditar, de positividade, de ir atrás das coisas”, reflete Zeeba.

“Acho que a gente sempre teve essa coisa de energia, de sentir, de ver os sinais, de entender o que está mais favorável no momento. É uma busca por uma explicação e espiritualização, que não necessariamente astrologia”, completa Mike.

Mas, enquanto os vocais dos três parceiros viajam pelo universo, o clipe se finca em um banheiro mundano decorado com plantas. O registro audiovisual dirigido por Gabriel Twardowski é ambientado no cômodo da antiga casa dos avós de Zeeba, que faleceram no início da pandemia do coronavírus. Além da homenagem, destaca-se a gravação em plano-sequência.

“Achamos [a técnica] super interessante porque usamos um cômodo só, então você fica sempre na curiosidade para ver tudo. Claro que isso é muito mais difícil de fazer e a gente teve sei lá quantas tentativas até acertar o take, mas escolhemos essa linguagem para os clipes do álbum”, explica o cantor.

Intitulado “Tudo Ao Contrário”, o disco está sendo desenvolvido para chegar em janeiro de 2022. A ideia é que projeto entregue mais músicas em português, como as previamente lançadas “Passeio” e “Cansei”, apresentando a nova era de Zeeba.

“Muita gente me confunde com DJ por eu ter tido um sucesso muito grande no mundo eletrônico com DJs como Alok e Bruno [Martini], então estou nesta fase nova. O álbum vai ter uma nova linguagem com músicas em português e outras em inglês, além de parcerias iradas”, antecipa o artista.

Enquanto isso, OutroEu continua aproveitando o álbum “O Outro É Você” (2020), planeja “uma montanha de músicas” novas para o futuro e retoma os shows presenciais aos poucos. O duo retornou aos palcos no último fim de semana, no Rio de Janeiro, levando Zeeba e Melim como convidados especiais. “A gente volta a ter um pouquinho de esperança”, afirma Guto.

“A gente está reiniciando os shows na medida do possível e está sendo muito maneiro. No meio da pandemia, você lança e fica em casa pensando ‘e aí?’. Você pode conferir o que as pessoas estão falando [na internet], mas ver a galera cantando, curtindo a música na sua frente é outro sentimento”, avalia Mike.

Zeeba também mal pode esperar para voltar aos palcos e prepara uma apresentação ao vivo para a estreia de “Tudo Ao Contrário” em janeiro, mirando os teatros brasileiros, como queria fazer antes da pandemia. “Estou montando o novo show agora porque tem muita música nova. Estamos selecionando, construindo, para anunciar as datas em breve”, conta.

Antes disso, ele se junta a OutroEu em um show marcado para 15 de novembro em São Paulo. Eles prometem cantar, pela primeira vez depois do lançamento, “Vontade Lunar”. A canção fica eternizada nos tocadores digitais, nas telinhas do YouTube, em tatuagens combinadas e, logo mais, no coro do público.

Comentários

Topo